No Pará

Operação da PF, CGU e Receita investiga desvio de R$ 1,7 bilhão do SUS; são mais de 40 alvos

Mandados foram cumpridos em várias cidades do Pará e em Barueri (SP).

Por Redação
Comentários (0)

30/04/2024 16h15 - Atualizado há 1 mês
Dinheiro e outros itens apreendidos

A Polícia Federal, a Controladoria Geral da União (CGU) e a Receita Federal deflagraram uma operação no Pará nesta terça feira (30/4) que investiga crimes contra a administração pública, contra o sistema financeiro nacional e lavagem de capitais da ordem de RS 1,7 bilhão envolvendo o Sistema Único de Saúde (SUS).

Mais de 150 policiais federais participam da operação cumprindo 49 mandados de busca e apreensão em 33 endereços com 42 alvos. Desses mandados, 33 são em Belém, cinco em Benevides, três em Parauapebas, um em Ananindeua, cinco em Santa Maria do Pará e um em São Miguel do Guamá, além de um em Barueri (SP).

Conforme a PF, as investigações identificaram a ocorrência de indícios de crimes licitatórios envolvendo recursos do SUS, repasse de valores indevidos para servidores públicos de diversas prefeituras do estado do Pará, lavagem de capitais com a utilização de empresas de fachada e laranjas, além de possível prática de evasão de divisas através de offshore situada em paraíso fiscal.

Os crimes teriam sido praticados por pessoas físicas, que usaram pessoas jurídicas ligadas ao ramo empresarial de saneamento urbano atuante no Pará e em outras unidades da federação.

A Justiça federal autorizou o sequestro de bens dos investigados no valor máximo de RS 1,7 bilhão para devolução aos cofres públicos.

Após a análise de todo o material recolhido nas medidas de busca, o caso será aprofundado pelos investigadores, tendo por objetivo o esclarecimento dos fatos de relevância criminal e responsabilização individualizada de cada suspeito.

Agentes da PF
Apreensões
Dinheiro apreendido

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.