Soure

Policiais militares fazem patrulhamento montados em búfalos e viram atração turística no Pará

Policiamento em búfalos é uma atração turística e aproxima as pessoas.

Por Agência Pará
Comentários (0)

26/07/2023 14h26 - Atualizado há 8 meses
Policiais montados em búfalos

Tal como em outras regiões do Pará, o município de Soure tem policiamento com a utilização de motos, viaturas e embarcações para dar suporte às ações ostensivas da Polícia Militar. Mas, também, nas áreas rural e urbana da ‘Pérola do Marajó’, como a cidade é chamada, há o ‘Patrulhamento em búfalos’, uma modalidade exclusiva de policiamento marajoara.

O ‘Policiamento em búfalos’ é uma atração turística na área urbana e aproxima as pessoas da PM. Esta atuação também é essencial para o deslocamento nos campos alagados, que se tornam intrafegáveis em determinados períodos do ano, seja para passagem a pé, por motos ou por viaturas. Esses locais costumam não ter profundidade suficiente para a navegação por embarcações, mesmo que as menores. 

Há mais de 30 anos, o 8° Batalhão de Polícia Militar (8° BPM) é responsável pelas estratégias de segurança pública nos municípios de Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari e Santa Cruz do Arari, no Marajó Oriental. O batalhão investe no manejo e doma do animal, preparando-o para colaborar na atividade Policial Militar.

O arquipélago do Marajó tem o maior rebanho bubalino do Brasil. São animais de grande porte, relativamente dóceis, rústicos, com muita força e tração nas patas, características que foram estrategicamente trabalhadas pela Polícia Militar, que tem mantido a tranquilidade de turistas e moradores locais e não registrou graves ocorrências, mesmo chegando ao final do período de veraneio e férias escolares.

PMs montados em búfalos

Policiamento diversificado e  ocorrência coibida

Além dos búfalos, a unidade conta com suporte de motos e viaturas para realizarem o patrulhamento rural e urbano e de embarcações - sendo estas fundamentais para coibir tráfico de drogas, pirataria, ilícitos ambientais e outros crimes nos rios da região. 

No último sábado (22), a guarnição embarcada do 8° BPM prendeu dois homens em flagrante por crime ambiental no Rio Tartaruga, em Cachoeira do Arari. Os homens transportavam três jacarés da espécie Tinga e um filhote de capivara. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil local e os animais foram entregues à Secretaria de Meio Ambiente do município.

Policiais em motocicletas e búfalos

Fiscalização em embercação

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.