Vídeo

Filho de ex-prefeito que espancou ex-namorada não será preso por falta de elementos

A advogada registrou o momento em que leva diversos socos na cabeça após uma discussão entre os dois.

Por Nielcem Fernandes 12.860
Comentários (0)

27/12/2018 10h40 - Atualizado há 3 semanas
O agressor dá socos, chutes e enforca a ex-companheira

Em um vídeo vazado nas redes sociais, na última segunda-feira (24), o filho do ex-prefeito de Anápolis-GO, Victor Junqueira, 24 anos, aparece espancando a ex-namorada Luciana Sinzimbra, 26 anos, por não aceitar o fim o relacionamento. As agressões aconteceram no dia 14 de dezembro.

A própria advogada registrou o momento em que leva diversos socos na cabeça. "Você acha justo chegar e me bater?", questiona Luciana. "Super injusto, saca? Mas pelo menos acabou", rebate Victor.

Nas redes sociais, Luciana escreveu uma pequena nota sobre o caso e disse que não queria que o vídeo fosse divulgado. "A pessoa que teve acesso a esse vídeo foi sem minha autorização e divulgou sem medir as consequências".

As imagens foram gravadas no apartamento da vítima no Setor Marista, em Goiânia. A ocorrência policial foi registrada no dia seguinte. Luciana relatou à polícia que namora o autor das agressões há três anos e já havia sido agredida outras vezes.

NÃO SERÁ PRESO

A delegada responsável pelo caso afirmou que medidas protetivas foram tomadas para a segurança da vítima. Porém, o agressor não será preso por falta de elementos

Na tarde desta quarta-feira (26), a delegada Ana Elisa Gomes, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), disse que Victor já foi ouvido pela Polícia, mas o caso está sendo tratado com discrição pelo fato do constrangimento da vítima.

"O inquérito foi concluído na sexta-feira e remetido ao Poder Judiciário. A vítima foi orientada sobre as medidas protetivas de urgência enquanto as investigações estavam em andamento", declarou.

No entanto, a delegada afirmou não existir elementos necessários para a prisão preventiva do agressor. “Ele não está prejudicando o trabalho dos investigadores ou praticando outros crimes contra a vítima. O fato não foi em flagrante, ele tem residência fixa e compareceu à delegacia acompanhado de um advogado, portanto não ocorrerá a prisão por hora”, justificou.

A delegada explica que "se Victor difamar ou desqualificar a ex-namorada na internet ou perturbar o trabalho de investigação, por exemplo, ele pode ser preso".

" O mais importante antes de questionar o porquê de Victor não estar detido, é saber que a vítima foi à delegacia e todo atendimento foi feito de imediato. As diligências foram feitas e agora o inquérito será concluído”, finalizou a delegada.

VÍDEO DAS AGRESSÕES

Vídeo

Com informações do site Mais Goiás.

A polícia diz não ter elementos para pedir a prisão do agressor

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.