Orionitas

Congregação da Divina Providência celebra 70 anos de chegada à região do Tocantins

O início da missão orionita foi marcado por um trágico acontecimento.

Por Redação
Comentários (0)

06/05/2022 16h37 - Atualizado há 1 semana
No mês de maio se celebra também a festa de São Luís Orione

A Congregação da Pequena Obra da Divina Providência – Orionitas celebra, em 2022, 70 anos da chegada dos primeiros missionários ao estado do Tocantins. Durante todo o ano serão realizadas celebrações comemorativas.

Os primeiros missionários orionitas, Padre Egídio Adobati, Padre Andrea Alice e Irmão Giuseppe Serra, chegaram a Tocantinópolis, em 11 de janeiro de 1952. O território de sua missão se desenvolveu ao longo do rio Tocantis “que já era largo entre uma vegetação encantadora de todas as espécies de plantas.”

No entanto, o início da missão orionita foi marcado por um trágico acontecimento. Em 25 de janeiro de 1952, o Padre Adobati decidiu ir a Porto Franco, povoado próximo a Tocantinópolis, na margem oposta do rio Tocantins e queria também que o Irmão Serra e o Padre Alice o acompanhassem. No regresso foram surpreendidos por uma tempestade repentina e violenta! Uma onda atingiu o barco que imediatamente afundou. Dos religiosos orionitas, salvou-se apenas Pe. Andrea Alice, o único que sabia nadar. Os corpos de Pe. Egidio Adobati e do Irmão Giuseppe Serra foram recuperados após dois dias de buscas a 7-8 km do local do naufrágio. Ainda hoje, depois de muitos anos, o túmulo do Padre Egidio Adobati em Tocantinópolis é objeto de culto da população local, pois é considerado o pai fundador dessa missão.

Padre Alice recomeçou com nova coragem a missão. Tocantinópolis cresceu em civilização e religiosidade. Após o fato, chegaram outros orionitas que se espalharam por uma vasta região incluída na confluência de dois grandes rios, o Tocantins e o Araguaia. Ali fundaram comunidades, paróquias, escolas e obras de caridade de todo tipo. Tocantinópolis tornou-se cidade e sede da Diocese e os dois sacerdotes Orionitas foram seus  primeiros Bispos.

Por onde os filhos de Dom Orione passaram, se pode perceber com clareza a metodologia que usaram ao início da missão, que é uma verdadeira arquitetura da caridade, pois construíam três obras: uma igreja, escola e posto de saúde. Dessa forma, concretizaram a máxima aprendida de São Luís Orione: somente a caridade salvará o mundo.

No mês de maio se celebra também a festa de São Luís Orione, que este ano será vivido com maior intensidade.

- Semana Orionita: Acontecerá a Semana Orionita de 08 a 16 de maio, às 19h, na Capela externa do Hospital Dom Orione. A Igreja concederá a quem participar desses dias de oração a Indulgência Plenária, em comemoração aos 150 anos do nascimento de São Luís Orione.

- Exibição de Documentário: De 16 a 19 de maio, no auditório do Colégio Santa Cruz, será exibido para os alunos e para a comunidade externa o Documentário a Saga Orionita, que revisita os lugares do norte do Tocantins por onde os orionitas anunciaram o evangelho, por meio da caridade, nos últimos 70 anos. Outras informações na secretaria do Colégio.

- Dia 28 de maio acontecerão duas atividades! A Ação Orionita e a Caminhada com Maria.

A Ação Orionita acontecerá na Escola municipal Dr. César Belmino Evangelista, no bairro Tereza Hilário das 8h às 15h. A proposta, promovida pela Faculdade Católica Dom Orione em parceria com o Hospital Dom Orione,  visa propiciar aos discentes da FACDO e a toda comunidade acadêmica a realização de atividades sociais de cunho assistencial, com atuação dos alunos no protagonismo das ações nas áreas da saúde, da administração e do direito.

Enfim, trata-se de um projeto social, alinhado à missão carismática orionita, no qual a caridade e o cuidado com a próximo se mostram nos cuidados da saúde, da geração de renda e no acesso à justiça, trabalhados na prática, por meio de experiências discentes de levar acolhimento humano, cuidados com a saúde, capacitação e informações jurídicas à população carente.

A Caminhada com Maria, animada por Pe. Valmir Andrade dos Santos, sairá às 6h do Seminário Pe. Pattarello rumo à Chácara Oásis Santa Cruz, nas mediações da Jucuba. Lá se rezará o ofício de Nossa Senhora e se celebrará a Santa Missa.

A programação orionita do mês de maio é uma belíssima ocasião para conhecer a maravilhosa e genial expressão da caridade cristã orionita, pois São Luís Orione constatou que no mais miserável dos homens brilha a imagem de Deus.

_______________

Padre Edson de Oliveira, diretor da Faculdade Católica Dom Orione (FACDO) e do Colégio Santa Cruz.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.