Novidade

Já pensou em cervejas e chopes com frutas típicas do Tocantins? Conheça esse novo conceito em bebidas

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

27/01/2018 08h37 - Atualizado há 1 semana
Nielcem Fernandes//AF Notícias O Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do mundo e ocupa a 17° posição no consumo da bebida no ranking mundial. Os dados da Euromonitor Internacional revelam que a média de consumo por brasileiro é de 82 litros por ano, tornando a cerveja a bebida nacional. Outro seguimento do mercado nacional que vem crescendo é a produção de cervejas artesanais.  O consumo desse tipo de bebida aponta para um novo habito entre os brasileiros: beber menos, mas com qualidade. É cada vez mais frequente encontrarmos novos rótulos de cervejas artesanais em mercados, bares e botecos, além de lojas especializadas no produto. Seguindo essa tendência de mercado e com uma proposta de conceito e identidade visual baseados nas belezas do Tocantins, a Cervejaria Jalapainstalada em Palmas, irá produzir a primeira cerveja artesanal genuinamente tocantinense. O produto deve chegar aos consumidores já em meados de fevereiro de 2018. A produção do primeiro lote de chope tipo pilsen está a todo vapor e o AF Notícias visitou as instalações da fábrica para um bate-papo com o responsável pela produção e avaliação do produto, o sommelier Yuri Santos. INICIATIVA Os três empresários à frente da Cervejaria Jalapa são tocantinenses e a motivação de criar a primeira cervejaria artesanal do Estado partiu principalmente da demanda de mercado no Tocantins. "Se andarmos pelos bares podemos perceber a carência desse tipo de cerveja, com qualidade. Além de chegarem muito caras para consumidor, nem sempre estão disponíveis. Eles [empresários] são apaixonados por cerveja e descobriram esse perfil de cerveja artesanal lá no sul e decidiram trazer para o Tocantins", contou Yuri Santos. Apesar da fábrica contar com modernos equipamentos que atendem os padrões sanitários, o sommelier garante que a produção de vários estilos de cervejas e chopes é genuinamente artesanal. "O conceito da cerveja artesanal é bem simples: não se deve utilizar adjuntos que prejudiquem a qualidade do produto, como por exemplo, milho e arroz que não são benéficos à cerveja e que barateiam o custo do produto, mas diminuem sua qualidade. É importante frisar que diferente do que muitos acreditam, a cerveja artesanal não é só aquela feita à mão", explicou. INGREDIENTES Entre os compostos base para a produção do primeiro lote de chope pilsen, de acordo com o sommelier, estão sendo utilizados produtos nacionais e importados como maltes e cevadas da Alemanha e lúpulo tcheco. "Nessa base do primeiro lote estamos usando o malte de cevada nacional e alemão, um lúpulo tcheco e um alemão e uma levedura específica de baixa fermentação para esse tipo de cerveja, utilizada para fazer as melhores pilsens do mundo”, declarou Yuri Santos. PRODUÇÃO Durante o processo de produção de uma cerveja ou chope artesanal, a pressa é inimiga da perfeição. O sommelier, que também é mestre em estilos, explicou a importância da paciência durante as fases da produção. "A primeira parte do processo, a fermentação do mosto (tipo de mistura açucarada destinada à fermentação alcoólica) é rápida. Depois disso vem a fermentação, a parte mais demorada e temos que levar em conta que o verdadeiro mestre cervejeiro é a levedura. Cada levedura leva determinado tempo para realizar a fermentação ideal. Esse período pode durar até sete dias", disse. Depois disso, segundo Yuri Santos, vem a maturação. "É onde polimos o sabor e o aroma da cerveja, isso é algo que vamos procurar respeitar ao máximo. O processo final é a filtragem, no caso dessa pilsen. Depois disso a cerveja está pronta para ser enviada aos nossos consumidores, tanto em forma de chope como em garrafas num futuro próximo. Todo esse processo dura em média de 15 a 20 dias”, justificou. CARACTERÍSTICAS  Ao ser questionado sobre a qualidade do produto a ser apresentado ao consumidor tocantinense, o responsável pela produção da Cervejaria Jalapa declarou que a empresa vai procurar apresentar receitas diferenciadas. "Tanto receitas europeias, americanas como as brasileiras. Hoje temos uma receita chamada Catharina Sour 100% nacional que obriga o cervejeiro a usar uma fruta específica de cada região. Nós pretendemos utilizar frutas típicas de nossa região em nossas receitas. Nossa ideia, independentemente do valor, é oferecer um produto de qualidade superior”, afirmou. O sommelier disse também que o consumidor pode esperar  uma cerveja ligeiramente diferente do que eles estão acostumados. "Ela vai ser literalmente, como profissional, ser melhor. Vai vir com mais sabor, mais aromas e mais excentricidade. Não vai ser aquela cerveja que se não estiver extremamente gelada fica ruim ao palato. Nossa cerveja vai ser, além de refrescante, aromática e saborosa”, garantiu. Yuri Santos adiantou que diversos estilos de cervejas e chopes estão sendo testados na fábrica para proporcionar aos consumidores uma cerveja com a cara da região, com especiarias típicas. Diante da expectativa, o AF Notícias tentou saber sobre os ingredientes dessas novas receitas, mas o sommelier preferiu manter em segredo. "Infelizmente ainda não posso adiantar que especiarias são essas. Precisamos fazer mais testes para divulgarmos mais informações”, disse. Segundo a estimativa do sommelier, esse lote de chope pilsen terá um teor alcoólico entre 4,5% e 5,2%. "Não queremos que nosso consumidor avalie a nossa cerveja como forte, mas sim encorpada, mais saboroso e com mais experiências sensoriais”, pontuou. DATA DE COMERCIALIZAÇÃO O produtor ainda afirmou que o público poderá apreciar a nova cerveja artesanal do Tocantins em meados de fevereiro. "A procura tem sido grande, porém, não podemos apressar esse processo e não queremos que isso aconteça. Queremos oferecer o melhor produto possível para nossos consumidores. Se para isso tiver que esperar um pouquinho mais, nós vamos esperar", declarou. E finalizou garantindo que muita novidade vem por aí. "Creio que os consumidores de cerveja vão se surpreender com o que a Jalapa tem a oferecer, pois primamos pela qualidade e viemos apresentar o que realmente o mundo cervejeiro tem a oferecer”, concluiu.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.