Fique ligado!

Morte de criança atingida por raio em Araguaína deixa população em alerta; bombeiros dão dicas

Luana Nicole Clementino de Almeida morreu na tarde desta terça-feira (15) em Araguaína.

Por Márcia Costa 1.732
Comentários (0)

16/10/2019 14h59 - Atualizado há 1 mês

A incidência de raios aumenta no período chuvoso e alguns cuidados são importantes para evitar acidentes.

Na tarde desta terça-feira (15), em Araguaína, a criança Luana Nicole Clementino de Almeida, de apenas 11 anos, morreu ao ser atingida por um raio durante uma tempestade no Setor Raizal. Um vizinho dela também foi atingido pela descarga elétrica enquanto usava o celular.

Ao AF Notícias, o Corpo de Bombeiros explicou que as duas vítimas estavam em situações propícias para receber a descarga elétrica. A menina estava em um local sem cobertura e próximo a uma árvore, ou seja, um condutor de eletricidade.

Já o vizinho dela estava usando um aparelho celular, o que não é recomendado pelos bombeiros durante uma tempestade.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil é campeão mundial em registros de raios com uma média de 77,8 milhões de raios por ano.

A chance de uma pessoa ser atingida diretamente por um raio é menor que 1 para 1 milhão. No entanto, se a pessoa estiver em área descampada embaixo de uma tempestade forte, esta chance pode aumentar em até mil vezes (chegando a 1 para mil).

Saiba o que fazer durante uma tempestade com raios:

Dentro de casa

O Corpo de Bombeiros recomenda não tomar banho durante as tempestades, evitar contato com objetos de estrutura metálica, como fogão e geladeiras, evitar ligar aparelhos e motores elétricos, evitar usar o celular e afastar-se de tomadas.

Além disso, é importante desconectar das tomadas aparelhos e eletrônicos, como televisão, som e computador. Não fique descalço e permaneça dentro de sua casa até a tempestade terminar.

Fora de casa

Fora de casa é necessário evitar ficar ao ar livre em espaços abertos, como campos de futebol ou pastos. Não se deve buscar abrigo embaixo de árvores ou estruturas metálicas, como torres, e nem ficar próximo de cercas de arames.

A melhor saída é procurar um abrigo fechado e seguro, podendo até mesmo ser um carro.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.