Nova Espécie

Nova espécie de macaco é descoberta na divisa dos Estados do Pará e Mato Grosso

A descoberta foi possível a partir dos resultados do Programa de Monitoramento de Primatas.

Por Da Redação / Foto: Divulgação
Comentários (0)

10/01/2019 10h46 - Atualizado há 2 meses
A descrição da nova espécie envolveu pesquisadores de instituições nacionais e internacionais

Uma nova espécie de primata, batizada de Plecturocebus grovesi (zogue-zogue) foi descoberta a partir dos resultados do Programa de Monitoramento de Primatas da Usina Hidrelétrica Teles Pires, localizada na divisa dos municípios de Paranaíta (MT) e Jacareacanga (PA). O programa foi desenvolvido entre os anos de 2012 e 2017, e contribuiu para uma sequência de estudos que levaram à descrição da nova espécie.

O trabalho que resultou na descoberta do ‘zogue-zogue’ foi coordenado pelo pesquisador Fabiano Rodrigues de Melo, da Universidade Federal de Goiás. A nova espécie de primata foi batizada de Plecturocebus grovesi em homenagem ao professor britânico Colin Groves, uma das maiores autoridades mundiais em taxonomia de primatas, falecido em 2017.

Entre os participantes do programa ambiental da UHE Teles Pires estão diversos profissionais em Ciências Biológicas que ajudaram a desenvolver os trabalhos de campo, como os biólogos Raony de M. Alencar e Diego Afonso Silva, que atuaram nas atividades ao longo do monitoramento. A descoberta da nova espécie de primata representa a importância desses estudos, enriquecendo o conhecimento sobre a fauna amazônica.

De acordo com pesquisadores, serão necessárias medidas de proteção para resguardar o futuro do primata que, recém-encontrado, já é uma espécie categorizada como Criticamente Ameaçada na União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

A descrição da nova espécie envolveu pesquisadores de diversas instituições, tanto nacionais, como os da Universidade Federal do Amazonas, Universidade Federal de Viçosa, Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal do Mato Grosso, Universidade do Estado do Mato Grosso, Universidade Federal do Pará e Instituto de Desenvolvimento Sustentável, quanto estrangeiras, dentre elas a Universidade de  Salford, UCLA Institute for Society and GeneticsGlobal Wildlife Conservation e Stony Brook University.

O Programa de Monitoramento de Primatas desenvolvido pela UHE Teles Pires integra as ações de licenciamento ambiental do empreendimento conduzidas pelo Ibama. Além dele, são realizados monitoramentos de flora, fauna, água, entre outros. A Companhia Hidrelétrica Teles Pires também promove a preservação de 194 km² de Áreas de Preservação Permanente (APP) no entorno do reservatório e nos próximos anos serão produzidas e plantadas aproximadamente três milhões de mudas de itaúba, jatobá, embaúba, mogno entre outras espécies nativas  para formação de  quatro mil hectares de floresta na região.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.