Tocantins

Paratletas vão ter prática de kickboxing após parceria em Palmas

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

06/06/2016 09h45 - Atualizado há 1 mês
Já familiarizados com as modalidades atletismo, bocha adaptada, basquete em cadeira de rodas e tênis de mesa, os paratletas do projeto Reviver têm, agora, no kickboxing, outra oportunidade de manterem o corpo e a mente sãos. Por meio de uma parceria acordada entre o projeto e o Centro de Treinamento Tatame Fight, as pessoas com deficiência (PCD) assistidas pelo Reviver passarão a ter mais contato com esta arte-marcial. A apresentação deste esporte aos paratletas aconteceu na Apae de Palmas, sede do Reviver, onde os professores Fábio Frós Mocotó e Karol Teles Tigres, além do preparador físico Victor Marciano, falaram sobre a modalidade e fizeram demonstrações de alguns golpes aos presentes. Inicialmente, os treinos no Reviver vão acontecer uma vez ao mês, no sábado, sendo que o primeiro está previsto para o dia 17 de junho, a partir das 9 horas, na própria Apae, localizada na Quadra 706 Sul. De acordo com a coordenadora do Reviver, Soraia Tomaz, a nova atividade vai colaborar com o desenvolvimento da disciplina e da auto-estima dos paratletas do projeto. “Toda arte-marcial trabalha muito a disciplina, o respeito à hierarquia, o cumprimento de normativas de forma geral e a coordenação motora dos praticantes. Além disto, eles vão aprender movimentos diferentes que, certamente, vão fazê-los se sentir mais fortes e elevar a auto-estima deles de uma forma maravilhosa”, afirmou a educadora física. Faixa preta de kickboxing, Fábio Mocotó enalteceu a parceria estabelecida. “A nossa maior satisfação ao trabalhar com este público é poder confirmar que, por mais que, aparentemente, devido às deficiências, eles podem ter limitações, eles são capazes de realizar qualquer atividade. Isto nos estimula a trabalhar cada vez mais por eles. Nossos treinos vão deixá-los muito felizes; mas, sem dúvida, nós é que vamos sair mais alegres a cada atividade”, reforça o líder do Tatame Fight. “O esporte é para todos” Para a professora Karol Tigres, o esporte é agregador e não distingue os praticantes. “O esporte foi feito para todos, ele é liberdade e, por isto, ajuda em todas as áreas da vida, seja para se alcançar mais saúde, combater o estresse ou como uma forma diferente de diversão. Por tudo isto, nossa ligação com o Reviver vai ser muito gratificante, porque o esporte é vida e é para todos”, ressaltou a faixa preta. (Ascom Reviver).

Comentários (0)

Mais Notícias

Redes Sociais

Menos de 10% das imagens que circulam no WhatsApp são verdadeiras, diz pesquisa

Levantamento foi feito em 347 grupos verificou fotomontagens e mensagens falsas.

Festa

Turnê 'Buteco do Gusttavo Lima' desembarca em Palmas no dia 1º de dezembro

O 'Buteco' terá a locução do apresentador Cuiabano Lima.

FORA DO AR

YouTube fica fora do ar por mais de 1h no mundo inteiro na noite desta terça

Site de vídeos apresentou erros, assim como os aplicativos para smart TVs e smartphones

Em 2019

Após AnaVitória, gêmeas Maiara e Maraísa vão estrear comédia no cinema

A dupla que cresceu em Araguaína aguarda apenas um ajuste na agenda para marcar presença no longa.

Saúde Mental

Não chame de ansiedade: 8 exemplos de como banalizamos as doenças mentais

Frequentemente utilizamos na linguagem cotidiana termos sobre transtornos que incapacitam. Às vezes, levam ao desrespeito dos direitos das pessoas afetadas por essas doenças

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.