Temporada de Praia

Uso de óculos de sol sem proteção correta pode comprometer a visão; 6 cuidados importantes

Óculos escuros devem ter lentes com proteção contra a radiação ultravioleta.

Por Redação
Comentários (0)

11/07/2019 08h34 - Atualizado há 2 meses
Entre os malefícios da exposição ao sol sem proteção, estão a catarata e doenças de retina

No Tocantins, onde predomina o clima tropical, o uso do óculos de sol é recomendado para o ano todo. Mas, com temporada de praia, o óculos de sol se torna um acessório indispensável para a proteção dos olhos.  

Mas você sabia que o óculos de sol pode causar danos aos olhos? Uma lente escura de má qualidade pode causar distorções que comprometem a visão, além de piorar os efeitos dos raios ultravioletas, uma vez que diminui a luminosidade ocasionando o aumento da pupila e consequente maior absorção dos raios nocivos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) os óculos escuros devem obrigatoriamente ter lentes com proteção contra a radiação ultravioleta (UVA e UVB), como explica a médica oftalmologista, Susan Yano

“Essa proteção é necessária para filtrar os raios que nossa córnea (lente ocular com a função de focar as imagens na retina, de onde são enviadas ao cérebro) não é capaz de absorver e filtrar. Os óculos com lentes castanhas, cinzas e verdes protegem melhor os olhos, enquanto que as amarelas são indicadas para a prática de esporte. Mas sempre com filtro UVA e UVB”, explica a especialista.

Os olhos devem ser protegidos desde a infância, uma vez que os efeitos da radiação ultravioleta são cumulativos. Como é na infância e na adolescência que ocorre a maior exposição ao sol, os pais devem ensinar desde cedo a criança a usar óculos, filtro solar e chapéus. Os óculos devem ter hastes largas para dificultar a passagem dos raios solares e os chapéus, abas largas.

De acordo com a médica oftalmologista, Susan Yano, os óculos de sol sem a proteção correta podem comprometer a saúde dos olhos.

“Entre as doenças oculares mais comuns ocasionadas pela exposição excessiva ao sol sem a proteção adequada, há as agudas (ocasionadas por exposições isoladas), como a queimadura de retina, e as alterações crônicas (por exposição contínua), como o pterígio (crescimento de tecido conjuntival sobre a córnea), os tumores de pálpebra e de conjuntiva, o amadurecimento precoce de um dos tipos de catarata e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)”, comenta a oftalmologista.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia recomenda alguns cuidados aos usuários antes da compra do óculos de sol:

1 - Certifique-se de que as lentes contenham filtro solar;

2 - Verifique se a lente tem uniformidades de reflexos (se houver distorção, podem ocorrer dores de cabeça e desconforto; para testar, olhe o reflexo de uma lâmpada fluorescente, se ocorrer esse reflexo, verifique se a imagem da lâmpada não se distorce);

3 - Compre onde você confia e que possa lhe dar a garantia e a assistência se o produto apresentar defeito;

4- O ideal é que o oftalmologista também seja consultado quando da aquisição de óculos de sol, recomenda a Sociedade Brasileira de Oftalmologia;

5- Entre os malefícios da exposição ao sol sem proteção, estão o aparecimento precoce da catarata e doenças de retina, como a degeneração macular relacionada à idade (DRMI), que pode levar à cegueira;

6- Os óculos escuros também funcionam como escudo protetor para elementos externos, como areia e suas impurezas nas praias e contra a poluição nas ruas.

A oftalmologista Susan Yano afirma que os óculos de sol sem a proteção correta podem comprometer a saúde dos olhos

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.