Seet
Sobral – 300×100

Alckmin defende transposição do rio Tocantins para ganhar votos no Nordeste

Redação AF - - 548 views
Foto: Divulgação
Pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin

Pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin já renunciou ao governo de São Paulo e começou a apresentar suas propostas rumo ao Palácio do Planalto.

Para o Nordeste, o tucano definiu a questão da água como prioridade de seu plano de governo, que vai incluir a proposta de transposição do Rio Tocantins para o Rio São Francisco, que historicamente enfrenta seca e racionamento.

Para atrair voto na região que é bastante populosa, Alckmin já se declarou favorável à realização, pelo governo federal, da transposição.

“Merece estudo a questão (da transposição) do Rio Tocantins com o São Francisco. Essa é uma tendência futura. Com a energia mais barata, você produz alimento até em Nova York. Nós passamos por grande dificuldade em São Paulo por causa da água (referência à crise hídrica). Acho que esse é um tema nacional. Somos favoráveis à transposição do São Francisco”, disse Alckmin em visita a Recife (PE), no ano passado.

RESISTÊNCIA NO TOCANTINS

O projeto de transposição encontra forte resistência na população tocantinense e também nas bancadas estadual e federal. No ano passado, o rio teve uma das piores secas da história.

Para a senadora Kátia Abreu (PDT), “a salvação de um rio não pode significar a condenação de outro. Pelo contrário, precisamos manter todos os nossos rios vivos e garantir que eles cumpram sua função social”.

O projeto, que agrada a bancada nordestina, prevê um percurso de 733 km de interligação entre o Rio Tocantins e o Rio Preto, na Bahia, que está vinculado na bacia do São Francisco.

Porém, para Kátia Abreu, a quem caberá a relatoria na Comissão de Serviços de Infraestrutura, defende que “no lugar de uma nova e dispendiosa transposição, a atitude a ser tomada para garantir água no São Francisco é revitalizar sua bacia”.

Comentários pelo Facebook: