Sobral – 300×100
Seet

Bruno & Marrone, Chitãozinho & Xororó, João Neto e Frederico e Xand pedem ajuda para criança

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
O pequeno Nícolas perdeu todas os seus movimentos

Agnaldo Araujo//AF Notícias

ARAGUAÍNA – A campanha da família do pequeno Nícolas Cardoso Leal, de 4 anos, para arrecadar a quantia de R$ 120 mil que será utilizados no tratamento do menino na Tailândia ganhou o reforço de grandes nomes da música brasileira. Nícolas perdeu todos os movimentos do corpo quando tinha dois anos de idade e necessita de tratamento com células-tronco para voltar a andar. Ele mora em Araguaína juntamente com seus familiares.

Bruno & Marrone e Chitãozinho & Xororó

As duplas Bruno & Marrone e Chitãozinho & Xororó gravaram um vídeo em que pedem ajuda para o pequeno Nícolas. “Todo mundo pode colaborar, fazendo doação, doando o que você puder. Vamos colocar esse menino lá no exterior para ele fazer a cirurgia e que ele volte com saúde e com a qualidade de vida que ele merece”, disse Chitaozinho.

“O povo brasileiro é um povo muito carinhoso, caridoso, o povo gosta de ajudar e essa causa é muito nobre. Vamos com a gente aí ajudar o nosso querido pequeno Nícolas”, afirmou Xororó.

Marrone reforçou o pedido de ajuda. “Nícolas, um beijão para você, que Deus te abençoe. Nós estamos aqui te apoiando. O Brasil é um país muito solidário e as pessoas vão ajudar você por que você merece. Deus está com você”, afirmou.

João Neto e Frederico

Quem também gravou um vídeo pedindo apoio ao pequeno Nícolas foi a dupla João Neto e Frederico. “Vamos ajudar o Nícolas nessa batalha. Não precisa muita quantidade, pois o pouquinho que cada um fizer vai ajudar muito o Nícolas”, afirmaram.

Xand, do Aviões do Forró

O vocalista da banda Aviões do Forró também entrou na causa. “Estou aqui passando para pedir ajuda para o nosso amigo Nícolas. Ele está precisando dessa arrecadação para fazer essa cirurgia fora do Brasil e é muito cara. Com certeza, o pouco que você puder doar vai ajudá-lo a se curar e a voltar a andar. Nícolas, estamos com você e Deus também está”, disse Xand.

4th Studio

A empresa 4th Studio, especializada em registrar casamentos, também gravou um vídeo e publicou em sua página na internet. “Conhecemos o Nícolas e ficamos apaixonados pela causa dele. Mas o melhor de tudo é que você também pode fazer parte do milagre dele”, escreveu a empresa na legenda da publicação.

História do pequeno Nícolas

Renata, a madrinha e tia de Nícolas, conta no vídeo que o menino tinha todos os movimentos aos dois anos de idade. “Ele se desenvolvia como qualquer outra criança, mas ele teve encefalite viral e teve sequelas cerebrais graves. Hoje Nícolas perdeu todos os movimentos e, junto a isso, desenvolveu um distúrbio do movimento, que se chama distonia generalizada, que são câimbras no corpo inteiro e causam muita dor”, disse

Em busca de melhoras na qualidade de vida do Nícolas, os familiares descobriram um tratamento com células-tronco na Tailândia. Esse tratamento pode ajudar o pequeno Nícolas a recuperar a parte motora do seu corpo, além de reduzir as dores e acabar com a distonia generalizada. “Nós estamos em busca desse tratamento e o nosso objetivo é conseguir R$ 120 mil para custear o tratamento dele fora do Brasil”, disse Renata.

Conforme a tia do menino, a viagem está marcada para o dia 06 de agosto de 2017 e a consulta para o dia seguinte. “A gente conta com o apoio de vocês para que abracem a causa do Nícolas. Ele tem uma história de vida muito triste e eu tenho certeza que Deus está escrevendo um fim feliz para ele. Você pode fazer parte desse milagre doando qualquer quantia. Cada melhora dele, cada passo que ele der vai ter um pouco de você e muito de Deus”, finalizou.

Como doar

As doações para ajudar o pequeno Nícolas podem ser feitas através de depósito bancário ou pela vaquinha feita na internet:

Banco do Brasil

Agência: 0638-6

Conta Poupança: 13.273-x

Variação 51

Titular: Maria do Carmo Leal – Avó do Nícolas.

Para doar através da vaquinha basta clicar aqui e seguir os procedimentos.

Comentários pelo Facebook: