Seet
Sobral – 300×100

Estudante de jornalismo da UFT anuncia o próprio suicídio em rede social e causa comoção

Redação AF - |
Foto: Divulgação/Facebook
Jovem Dáleti tinha apenas 20 anos.

A jovem estudante de jornalismo da UFT Dáleti Jeovana, de 20 anos, anunciou dias antes em sua rede social a vontade de cometer suicídio, mas usou uma personagem fictícia chamada ‘Ana’ em um texto metafórico, onde falava sobre o suicídio do sofrimento, da depressão, ansiedade, da dor, desesperança e desespero, enfim, o suicídio da alma.

O texto foi publicado no dia 17 de outubro, às, 20h57, a última postagem em seu perfil no Facebook. Uma amiga ainda tentou ajudá-la: “Manda a Ana vir falar comigo, acho que posso entendê-la”, disse. Dáleti responde: “Ela já falou e você foi maravilhosamente maravilhosa com ela”.

O ato trágico ocorreu na noite deste sábado (21). A ocorrência registrada pela Polícia Militar, por volta das 23h30, conta que Dáleti estava na sala com a irmã e uma amiga com quem dividia a casa, em Palmas, e foi até os fundos para tomar uma ducha. Devido à demora, a irmã foi chamá-la e a encontrou enforcada.

A jovem militante de movimentos sociais deixou centenas de amigos consternados com a partida precoce. Dáleti era filha de pastor e órfã de mãe. A intensa rotina diária de trabalho e estudos lhe impôs sobrecarga de problemas. Mas ela se recusava a ir ao psicólogo, apesar do incentivo e insistência dos amigos.

Daléti trabalhou no jornal Gazeta do Cerrado e atualmente estagiava no Sesc Tocantins e no Resolve Palmas.

Centenas de mensagens foram deixadas na postagem por amigos e até desconhecidos prestando solidariedade e chamando a atenção para esse problema silencioso, que é a depressão.

“Quantas Ana não estão por aí, as vezes embaixo de nossos olhos e a gente sem tempo para perguntar como está? Estender a mão a ajudar! Olhe mais ao seu redor. Preocupe-se mais com o próximo, se proponha a ajudar sem nada em troca! Salve uma vida! Salve uma ANA!”, dizia um post.

Comentários pelo Facebook: