Seet
Sobral – 300×100

Estudantes de Colinas são finalistas na Olimpíada Nacional em História do Brasil em São Paulo

Redação AF - | - 724 views
Foto: Divulgação Escola
A equipe “Viemos para fazer História”, foi eleita a melhor da Região Norte

Duas equipes da rede estadual de ensino do Tocantins chegaram à final da Olimpíada Nacional em História do Brasil 2016. Os representantes do Estado no concurso são alunos da 3ª série do ensino médio do Colégio João XXIII, localizado em Colinas do Tocantins.  A última etapa acontece nos dias 20 e 21 de agosto em Campinas (SP).

Além de estarem aptos a concorrer ao título nacional, as equipes do Estado também se destacaram em outras dimensões.  O grupo formado pelas alunas Caroline Mendes da Silva, Emilly Maria Magalhães e Letícia Vieira de Morais, intitulado  “Viemos para fazer História”, foi eleito como a melhor equipe da Região Norte. Já a equipe “Os Brutos”, que tem como integrantes os educandos, Mateus Eduardo da Silva, Murilo de Oliveira Pires e Filipe Sousa Silva, foi escolhida pela organização da Olimpíada de História como a melhor do Tocantins.

O estudante Mateus Eduardo conta que mal acreditou quando o resultado foi divulgado. “Foi uma surpresa muito grande. Ninguém acreditava. Foi uma festa só. Nossa intenção era só participar, mas nos empenhamos e fomos os melhores do Tocantins e da Região Norte. Estamos orgulhosos e agora vamos com tudo para a final”, disse.

Para que todas essas conquistas fossem alcançadas, os estudantes contaram com o incentivo da professora Aletícia Rocha responsável por orientá-los na competição. Segundo ela, a mobilização na escola foi tamanha que conseguiu inscrever 26 equipes na Olimpíada. “O Colégio João XXIII foi o que teve o maior número de inscritos neste ano em todo o Estado, quase 80 pessoas entre alunos e professores, e ainda chegamos com 15 equipes na semifinal, o que para nós já foi uma vitória”, relatou.

Apesar de serem estreantes na Olimpíada de História, Aletícia está confiante em conseguir bons resultados na etapa nacional. “O fato de nunca terem participado de uma competição como essa, não diminuem as chances das nossas equipes. Eles são alunos que têm um potencial enorme e são muito dedicados. A nossa expectativa é de representar bem o Tocantins e trazer medalhas para Colinas”, revelou.

Preparação Extra

E como a meta dos alunos do Colégio João XXIII é trazer o título nacional, nas férias escolares, enquanto os colegas irão descansar, eles intensificarão os estudos da disciplina de História. “Assim que terminarem as aulas faremos uma preparação extra especificamente para a Olimpíada”, conta a orientadora das equipes.

Para Mateus e os demais finalistas tocantinenses o passatempo no mês de julho será com os livros de História. “Será uma diversão diferente. Férias temos todos os anos, mas essa oportunidade de concorrer na final da Olimpíada de História é única, já que estamos terminado o ensino médio”, destacou.

A Olimpíada

A Olimpíada Nacional em História do Brasil é elaborada pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Iniciada em 2009, a competição propõe a alunos dos 8º e 9º anos do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio o desafio de estudar a história do Brasil por meio de textos, documentos e mapas.

As equipes, formadas por três estudantes e um professor de história, participam de cinco fases online com duração de uma semana cada, além da etapa presencial na Unicamp. Nesta 8ª edição foram inscritas 10,6 mil equipes. Destas, 275 chegaram à final, sendo 164 equipes de escolas do nordeste, 79 do Sudeste, 18 do Norte, 8 do Centro-Oeste e 6 do Sul. (Núbia Daiana Mota).

Comentários pelo Facebook: