Seet
Sobral – 300×100

Manifestantes queimam boneco de Gilmar Mendes em avenida de Araguaína

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Boneco pegando fogo

Manifestantes atearam fogo em um boneco simbolizando o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ato ocorreu na Via Lago na noite dessa terça-feira (03) em paralelo a uma mobilização nacional contrária ao habeas corpus do ex-presidente Lula.

A manifestação foi organizada por representantes da ONG SOS Liberdade e teve a participação de empresários, médicos, comerciantes, universitários, advogados, donas de casa, mototaxistas e população em geral.

Os organizadores do evento destacaram que a justiça deve ser igualitária para todos, sem distinção de raça, credo ou cor. Eles também alertaram para os prejuízos futuros que podem ocorrer a depender da decisão do STF, “além do retrocesso para a justiça brasileira que atualmente anda desacreditada”.

Gilmar Mendes foi comparado ao discípulo Judas, aquele que traiu Jesus Cristo. Para os manifestantes, o ministro representa a ‘corrupção e a covardia do STF’ brasileiro.

O julgamento no STF

O STF retomou na tarde desta quarta-feira (04) o julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Os onze ministros decidirão se concedem ou não ao ex-presidente o direito de responder em liberdade até o final do processo em que foi condenado em primeira e segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pela posse e reforma de um apartamento tríplex no Guarujá (SP).

Se o pedido for rejeitado, Lula pode ficar diante da possibilidade de um mandado do juiz Sérgio Moro determinando a imediata execução da pena, de 12 anos e um mês de prisão.

Veja o vídeo

Comentários pelo Facebook: