Seet
Sobral – 300×100

Servidores municipais de Nova Olinda denunciam descaso da gestão e ameaçam greve geral

Agnaldo Araujo - | - 801 views
Foto: Sisepe
Reunião com servidores na Câmara Municipal de Nova Olinda

Márcia Costa//AF Notícias

Servidores municipais da cidade de Nova Olinda, a 50 km de Araguaína, denunciaram ao Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe) a falta de pagamento do adicional noturno para os servidores de saúde, que trabalham no plantão da noite, e também do adicional de insalubridade aos que atuam em áreas insalubres. O prefeito José Pedro Sobrinho (PTB) também foi alvo de críticas.

Os servidores denunciaram ainda a falta de condições de trabalho. Conforme o Sisepe, os agentes de saúde e de endemias não têm veículo disponível para atender a zona rural, por isso, muitos usam seus próprios carros, mas sem nenhuma ajuda do poder público. “É dever da gestão oferecer condições para que o servidor desempenhe a sua função. Isso não pode acontecer”, criticou.

Segundo o diretor sindical Ronaldo Sérgio, o município não está pagando sequer a correção salarial da data-base, um direito assegurado pela Constituição Federal aos servidores. “O Sisepe entrará com ações judiciais contra o município pelo descumprimento das leis. Já oficiamos o prefeito, mas não tivemos respostas”, afirmou.

Diante da situação precária e do não cumprimento dos direitos, Ronaldo Sérgio afirmou que os servidores não descartam uma paralisação ou mesmo greve geral. Além disso, o sindicato garantiu que vai cobrar judicialmente o cumprimento da lei em relação ao pagamento dos adicionais noturno e de insalubridade.

Comentários pelo Facebook: