Vereador é acusado de desacatar e coagir servidora pública na Prefeitura de Pium

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Vereador Emival Gomes da Silva

Uma servidora da Secretaria Municipal de Saúde de Pium (TO) registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil contra o vereador do município Emival Gomes da Silva, mais conhecido como ‘Nenen do Osvaldinho’. O parlamentar teria coagido e desacatado a servidora pública, e ainda desferido murros na mesa em que ela estava.

Conforme o boletim, o caso ocorreu às 08h30 desta sexta-feira (06). A servidora é Eunice Alencar de Sousa.

A funcionária pública relatou à polícia que o vereador se dirigiu à secretaria para falar com Eunice, mas foi orientado a esperar um pois, pois a servidora estava numa ligação. Contudo, o vereador teria adentrado à sala bruscamente, mas recuou após constatar que Eunice estava realmente ocupada.

Ao terminar a ligação, a servidora disse que convidou o vereador para uma sala onde havia outras pessoas, pois estava desconfiada da atitude do parlamentar e queria se prevenir, uma vez que, segundo Eunice, o vereador sempre trata os servidores com desacato e grosseria.

Conforme o Boletim, Emival Gomes entrou na sala na companhia de três idosos e, além da servidora, havia mais quatro pessoas no local.

Segundo Eunice, o vereador exigiu que a prefeitura cedesse um carro e combustível para que os idosos fossem levados para tratamento em Palmas neste sábado (7).

No entanto, a servidora explicou que existe um planejamento para uso desse tipo de recurso e que ficaria inviável atender o desejo do parlamentar. Ela ainda acrescentou que a prefeitura encaminha pessoas diariamente para tratamento em Palmas e o agendamento deve ser feito com antecedência.

A servidora disse que o vereador ficou contrariado por não ter o pedido atendido e começou a gritar e a desacatá-la, tendo inclusive desferido murros na mesa.

Reiteração

Conforme a servidora, não é a primeira vez que o vereador adota esse tipo de atitude, com gritos, coação e agressividade.

Conforme o boletim, Na quarta-feira (04), o vereador esteve na secretaria e agiu da mesma forma contra a mesma servidora e outros funcionários da secretaria.

A reportagem entrou em contato com o vereador citado, mas não obteve retorno. O espaço continua aberto.

Comentários pelo Facebook: