Disputa na Assembleia

Bonifácio critica verba para duplicação da TO-222; Olyntho e Valderez defendem

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/08/2017 14h52 - Atualizado há 1 mês
A destinação de R$ 86,5 milhões para duplicar a rodovia TO-222 entre Araguaína e o Distrito de Novo Horizonte voltou a ser debatida na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (02). O deputado José Bonifácio (PR) afirmou que o governador Marcelo Miranda (PMDB) tem ‘interesse particular’ na obra, mas não especificou qual ou quais seriam. O valor a ser destinado para a duplicação é oriundo de financiamento pleiteado pelo Governo do Estado. Já o deputado Olyntho Neto (PSDB) defendeu a obra, mas questionou o valor. O parlamentar afirmou que fez um estudo amplo em diversas empresas do setor e o custo de uma duplicação de pavimentação de rodovia está em torno de R$ 1 milhão por quilômetro. “A duplicação é importante, é uma região de expansão e que liga vários municípios, mas temos que colocar os valores que são justos. Se o custo de uma duplicação é de R$ 1 milhão por quilômetro e são 13 km, é um absurdo colocar no financiamento que a obra custará R$ 73 milhões e meio a mais”, ressaltou Olyntho. José Bonifácio criticou os recursos e também a intenção de realizar a obra. Segundo ele, existem muitas cidades isoladas por falta de asfalto, o que dificulta, entre outras coisas, o acesso a lugares de grande potencial turístico, como o Jalapão. Os deputados Wanderlei Barbosa (SD) e Eli Borges (PROS) também questionaram a importância da obra para a região, bem como o investimento. A líder do Governo na Assembleia, deputada Valderez Castelo Branco (PP), também defendeu a realização da duplicação da TO-222 e ressaltou que o recurso questionado não será usado apenas na infraestrutura, mas também para drenagem e custos com a desapropriação de um trecho de 26 km. Olyntho defendeu que R$ 15 milhões são suficientes para a obra, ao invés de R$ 86,5 milhões. “A duplicação da rodovia tem que ser feita, mas que seja com o valor correto. Desse financiamento, R$ 15 milhões são suficientes para a obra e que os R$ 73 milhões restantes sejam divididos entre as prefeituras, atendendo as necessidades no Estado”, afirmou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.