Araguaína

Câmara debate situação do transporte público de Araguaína durante audiência com autônomos

Taxistas da Coopertrans aproveitaram para pedir a regularização dos associados.

Por Márcia Costa
Comentários (0)

20/02/2020 17h46 - Atualizado há 3 meses
Associados de Cooperativa participam da audiência

A Câmara de Araguaína promoveu uma audiência pública na quarta-feira, 19 de fevereiro, para discutir a situação do transporte público da cidade.

Durante os debates, o presidente da Cooperativa de Transportadores Autônomos em Transporte Coletivo do Tocantins (Coopertrans), Roberto do Maracanã, fez uso da tribuna para relatar as dificuldades e reivindicações da classe.

A cooperativa solicitou a regularização dos trabalhadores autônomos que trabalham na cidade desde 2014 e explicou que o objetivo não é afetar de maneira alguma os direitos dos taxistas e mototaxistas.

O presidente da Câmara, vereador Gipão, lembrou que a prefeitura já abriu várias licitações para o transporte público, mas todas foram desertas. "Nenhuma empresa compareceu ou teve interesse na licitação", disse Gipão.

Já o vereador Terciliano Gomes citou que já existem no município aproxidamente 500 mototaxistas e quase 300 taxistas legalizados, o que diminui o interesse das empresas.

"As empresas de transporte público não querem atuar porque ficam no prejuízo. Quando vão pegar algum aluno no ponto um taxista que não está legalizado já fez o transporte. Fico na preocupação, pois como é que fica o transporte dos alunos que tem direito a meia-entrada? Pois com os taxistas e mototaxistas eles não terão esses direitos. Sou favorável à instalação do táxi lotação? Sou, mas sou favorável que ele seja entregue ao ascendente do legalizado", explicou o parlamentar.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.