Entrevista

Coimbra disputará vaga na AL e diz que 'nova política' não significa 'políticos novos'

Por Redação AF
Comentários (0)

07/02/2018 08h50 - Atualizado há 1 semana
Nielcem Fernandes//AF Notícias Júnior Coimbra (PSB), atual secretário de Governo de Palmas, ex-deputado federal e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins. Em entrevista ao AF Notícias, Coimbra externou seu desejo de retornar ao Legislativo Estadual e comentou sobre a pré-campanha do prefeito Carlos Amastha ao Governo do Estado. "Pretendo disputar a eleição para deputado estadual, mas contínuo secretário de Governo do município de Palmas e, nos finais de semana, tenho ajudado o prefeito Amastha em suas andanças pelo interior", declarou. Questionado sobre a receptividade do eleitorado com Amastha, Coimbra foi otimista. "É espetacular! Existe um interesse muito grande por parte da população em conhecê-lo. Ele desperta muita curiosidade em todos em função da brilhante gestão que fez em Palmas", disse. POLÊMICA Coimbra é o principal articulador político do PSB e defendeu a nomeação do paranaense Roberto Petrucci Júnior para o cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico e Emprego do município. Petrucci foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), no final de 2016, pelo crime de corrupção passiva qualificada, período em que foi secretário de Obras Públicas e de Planejamento e Urbanismo em Maringá. "Não se pode julgar uma pessoa antes que se verifique todas as acusações. Existe o direito de defesa e do contraditório. A pessoa não pode ser julgada por antecipação. Enquanto a pessoa não é condenada ela está apta a assumir cargos público", justificou. POLÍTICA Coimbra rebateu as declarações do presidente do MDB no Tocantins, Derval de Paiva, durante o encontro regional da sigla. Na ocasião, Derval disse que até abril o colombiano desistirá da candidatura. "O Amastha está 100% decidido a ser candidato. Isso é notícia falsa dos pré-candidatos que não querem enfrentar o candidato do PSB nas urnas. Mas eles podem se preparar para enfrentar o Amastha por que ele está pronto para o embate e se destaca em todos os quesitos da pré-campanha", retrucou. Com a polarização política feita pelo pré-candidato do PSB, os adversários vêm questionando alguns nomes que o apoiam e estão no cenário político tocantinense há muito tempo. Diante do novo embate sobre a velha e a nova política, Coimbra foi questionado sobre qual é realmente o conceito de nova política e se ele se sente adequado a esse novo conceito. "Nova política não significa políticos novos e sim práticas novas, progressistas que tragam prosperidade. Como a que o prefeito Carlos Amastha implantou em Palmas. Eu, por exemplo, vou completar 53 anos e me considero novo", garantiu Coimbra, e continuou: "estamos tendo muita facilidade para entrar em todas as regiões do Estado. Em todos os municípios temos políticos de todas as idades junto conosco". GESTÃO Algumas obras realizadas em Palmas estão sendo questionadas pelo MPE e TCE, e estão causando transtornos à população, a exemplo da implantação do estacionamento rotativo, que não emplacou, a construção do Shopping a Céu Aberto na Avenida Tocantins, suspenso pelo TCE, a construção do BRT, investigado pela PF, e o atraso no pagamento da data-base aos servidores da educação. Para o secretário, a iniciativa de implantar o estacionamento rotativo beneficiou os comerciantes da região central da cidade e, embora suspenso pela justiça, tem a aprovação popular. "Os comerciantes ainda hoje reclamam da queda nas vendas com o final do programa. Hoje as vagas de estacionamento são ocupadas por comerciários e comerciantes e não sobram vagas para os clientes. Um amigo meu que tem uma sorveteria na JK me disse que as vendas caíram em até 59% com o final do rotativo", argumentou. A respeito da data-base da educação, que ainda não foi paga mesmo com o crescimento da arrecadação, Júnior Coimbra ressaltou que a administração de Palmas é quem mais honra os compromissos com os servidores. "A gestão do Amastha é que mais paga os servidores em dia. Em 2017 o 13º dos servidores e o salário de dezembro foram pagos adiantados. Eu sei que gera muitos ciúmes em algumas gestões em que os gestores pretendem ocupar o mesmo cargo que Amastha e ainda não cumpriram suas obrigações. A prefeitura de Palmas já pagou data-base de 2018 nos salários de janeiro. E o restante do ano passado será pago até março. Vocês têm que tentar atacar por outro caminho. Esse não! O Amastha é campeão em pagar em dia. Isso sem falar o Governo do Estado que só Deus no tamanho do atraso nos compromissos com servidores", afirmou. Sobre as obras do Shopping a Céu Aberto, Coimbra explicou que a suspensão foi apenas uma sugestão, não é uma decisão judicial. "A obra está sendo construída pela administração direta, não tem uma construtora fazendo", disse Coimbra. As obras tinham previsão de durar 90 dias, mas já duram quase seis meses.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.