Araguaína

Governo e igreja boicotam debate na Câmara sobre fechamento de escola em Araguaína

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

10/10/2017 16h22 - Atualizado há 6 dias
Pais e alunos da Escola Paroquial Sagrado Coração de Jesus lotaram o plenário da Câmara Municipal de Araguaína, nesta terça-feira (10), juntamente com demais cidadãos araguainenses. Com faixas e cartazes demonstrando indignação com o fechamento da unidade de ensino, os manifestantes acompanharam toda a sessão especial idealizada para discutir este tema. Foram convidados, para debater o assunto e apontar possíveis soluções, representantes de vários órgãos e entidades que representam a escola. No entanto, só compareceram o secretário Municipal de Educação, Jocirley de Oliveira, a gestora da unidade de ensino, Luisa Leocadio Barbosa Pontes, e um representante dos pais de alunos, Márcio Altino. Já os demais convidados, o padre Eduardo Caliman, representante das escolas paroquiais, e Maria Florismar do Espírito Santo, diretora Regional de Educação, não compareceram, não avisaram e nem mandaram representantes. Indignados, os vereadores questionaram a ausência dos convidados que falariam em nome da escola, mas resolveram desfalcar o debate.  "Não podemos dar o silêncio como resposta", disse Gipão (PR). "Fico triste pela falta de representante do Governo e do padre, que apesar de enviar ofício não mandou nenhum representante", pontuou Alcivan Rodrigues (PP), autor do requerimento da sessão Mesmo com a falta de alguns convidados, o vereador Wagner Enoque (PRB), por sua vez, demonstrou estar esperançoso dizendo que uma solução será encontrada para evitar o fechamento da escola. "É triste saber que 691 alunos serão prejudicados. Infelizmente a educação está sendo deixada de lado. É uma escola com bons resultados nas avaliações. Espero que encontremos uma solução para que ela continue de pé", disse o parlamentar. Uma ex-aluna e hoje mãe de um estudante da escola, Mayra Ribeiro, não se calou diante da falta de representantes oficiais e conclamou a sociedade a ir à luta contra o fechamento da unidade de ensino. "Assim como não teve nenhum padre ou diretor do colégio aqui para representar a instituição, espero que não tenha ninguém para fechar a escola no dia 31 de dezembro. Temos que ir à luta. Não ficaremos calados", afirmou.

A ESCOLA

A Escola Paroquial Sagrado Coração de Jesus tem quase 60 anos de história em Araguaína. O conselho que orienta as atividades educacionais decidiu que a unidade será fechada no final de 2017 por causa da deterioração do prédio. A instituição de ensino foi a melhor colocada no ranking no Índice do Desenvolvimento na Educação Básica (IDEB) no município. VEJA MAIS... http://afnoticias.com.br/escola-tradicional-de-araguaina-com-melhor-indice-no-ideb-sera-fechada-por-falta-de-reforma-pais-lamentam/ http://afnoticias.com.br/abaixo-assinado-tenta-evitar-fechamento-de-escola-com-63-anos-de-historia-em-araguaina/

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.