Educação

Silvinia critica precariedade do novo Colégio Militar de Araguaína: 'governo brinca de fazer educação'

O Colégio da Polícia Militar Caic começou o ano letivo com mais de 600 estudantes.

Por Márcia Costa
Comentários (0)

20/02/2020 16h40 - Atualizado há 1 mês
Silvinia Pires na Câmara Municipal

A vereadora Silvinia Pires (PT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Araguaína, na terça-feira (18), para chamar a atenção do Governo do Estado para a situação precária das instalações do novo Colégio Militar. A unidade iniciou as atividades neste ano no prédio do CAIC.

Durante seu discurso, a parlamentar afirmou que os alunos estão correndo riscos devido à superlotação e situação precária do prédio, pois quem conhece o Caic sabe que a unidade precisa de uma reforma geral há muito tempo.

"A escola que antes atendia menos de 300 alunos começou o ano letivo com 600 estudantes. Não passou por uma reforma e nem ganhou móveis novos. O governador do Estado está brincando de fazer uma educação pública de qualidade. Como vereadora e membro do conselho de fiscalização da rede educacional repudio e vou atrás. São crianças e a qualquer momento pode acontecer algo muito sério", criticou.

DENÚNCIA

Na segunda-feira (17), uma comissão de pais denunciou ao Ministério Público Estadual (MPE) a precariedade das instalações do prédio. Entre as principais reclamações da comissão, estão as péssimas condições dos banheiros, lâmpadas quebradas, fiação exposta, falta de cadeiras, portas sem maçanetas e salas de aula sem ventiladores ou ar condicionado.

Perigo

Em julho de 2019 uma vistoria condenou as instalações elétricas do CAIC e recomendou intervenções imediatas. Conforme a vereadora, muitos colégios em Araguaína estão em situação parecida.

"Denuncio o descaso que acontece e não é apenas no CAIC, mas a grande maioria dos colégios que temos visitado tem uma necessidade muito ampla de reforma. Tá igual nos presídios! Não vamos permitir, como professora e sindicalista vou ecoar a voz para que isso não ocorra. A educação tem que ser prioridade", cobrou a vereadora.

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.