Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Bastidores

Aliados defendem direito à reeleição, pois Carlesse apenas completou mandato em 2018

Assunto promete render muitos debates no campo político e jurídico.

Por Arnaldo Filho 1.850
Comentários (0)

13/09/2021 13h43 - Atualizado há 2 meses
Mauro Carlesse assumiu o governo após a cassação de Marcelo Miranda

A semana começou agitada no cenário político tocantinense com a notícia de que o governador Mauro Carlesse (PSL) avalia a possibilidade jurídica de tentar um novo mandato nas Eleições 2022.

Segundo apurado nos bastidores, o Palácio Araguaia não considera como uma tentativa de 3º mandato consecutivo, pois Carlesse ficou no governo de junho a dezembro de 2018 apenas para 'completar' o mandato do então governador cassado Marcelo Miranda (MDB), e fora eleito para 4 anos na eleição ordinária de outubro [mandato de 2019 a 2022].

A informação pegou a oposição de surpresa e pode mexer completamente no cenário político para 2022. Já os aliados do Palácio ficaram eufóricos com a notícia.

Essa possibilidade está sendo estudada minuciosamente por uma renomada banca de advogados da área eleitoral no Tocantins. 

A ideia é construir um argumento jurídico sólido para defender a tese de que um governo de apenas seis meses não representa um mandato de forma efetiva e permanente dentro do período de 4 anos estabelecido pela Constituição Federal, assim, não deveria ser considerado para fins de reeleição.  

Vê-se, portanto, que esse assunto promete render muitos debates no campo político e jurídico.

VEJA MAIS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.