Arnaldo Filho

Blog AF

redacao@afnoticias.com.br

Crise na segurança!

‘Combate à corrupção do Tocantins na UTI’, diz delegado após ordem de despejo

Atual governo vive momento conturbado na relação com a Polícia Civil.

Por Redação 1.136
Comentários (0)

12/03/2019 10h17 - Atualizado há 1 semana
Polícia Civil cumprindo mandados na secretaria da Saúde

O governo de Mauro Carlesse vive um momento bastante conturbado na relação com a Polícia Civil do Tocantins. Em um só dia, dois assuntos mais que polêmicos: o decreto da 'mordaça', que proíbe delegados de conceder entrevistas, criticar o Governo e divulgar nomes de investigados em operações policiais, e a determinação de despejo do Complexo de Delegacias de Palmas, por falta de pagamento de aluguel desde 2017.

A repercussão negativa foi imediata! O delegado Guilherme Rocha, titular da Dracma – a delegacia que combate a corrupção na administração pública, disse que tudo está “muito difícil”.

“Foram exonerados todos os auxiliares de serviços gerais (limpeza e conservação), todo o corpo administrativo (vigilância e recepcionista) e as 3 assessorias jurídicas da Dracma (exoneradas com o delegado Bruno Boaventura), e agora, possivelmente, SEM TETO... combate à corrupção do Tocantins na UTI”, lamentou o delegado.

Recentemente, a Polícia Civil realizou operações que atingem diretamente o Governo e seus principais aliados. Para investigar servidores fantasmas, agentes cumpriram mandados nos gabinetes de deputados e até no Palácio Araguaia. Já em relação ao escândalo do lixo hospitalar em Araguaína, policiais civis apreenderam documentos na sede da Secretaria da Saúde. 

Postagem do titular da DRACMA

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.