Arnaldo Filho

Blog AF

redacao@afnoticias.com.br

Plansaúde

Deputados blindam 'primeiro-ministro' do Palácio e rejeitam convocação no caso do Plansaúde

Quaresemin é o superman do Palácio Araguaia e chamado, nos bastidores, de 'primeiro-ministro'.

Por Arnaldo Filho 1.342
Comentários (0)

22/08/2019 17h31 - Atualizado há 1 mês
Secretário Claudinei Aparecido Quaresemin

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (22), a convocação do secretário de Administração, Edson Cabral, e do diretor do Plansaúde, Ineijaim José Brito, para prestar esclarecimento sobre as denúncias de corrupção reveladas em áudio vazado do médico Luciano de Castro Teixeira, diretor do Hospital Oswaldo Cruz.

Além deles, o requerimento pedia a convocação do secretário extraordinário de Parcerias Público-Privadas e sobrinho do governador Mauro Carlesse (PHS), Claudinei Aparecido Quaresemin. Ele é citado como mentor do suposto esquema no áudio que viralizou nas redes sociais.

Quaresemin é o 'superman' do Palácio Araguaia e chamado, nos bastidores, de 'primeiro-ministro'. Com tamanha força no Governo, Quaresemin foi blindado pelos deputados da base governista e sua convocação foi rejeitada.

O único a votar pela convocação dele foi o deputado Júnior Geo, o autor do requerimento. Ele também foi o único a assinar o pedido de instalação da CPI do Plansaúde, que ele mesmo apresentou.

Valderez Castelo Branco (PP), líder do Governo, disse que Quaresmin “não tem absolutamente nenhuma ligação com o Plansaúde”, por isso, não deveria ser convocado.

Por outro lado, a convocação de Cabral e Ineijaim só foi aprovada porque houve a permissão prévia do Palácio. Na votação, a própria líder do governo se manifestou favorável.

Os dois serão ouvidos na terça-feira (27) na Comissão de Defesa do Consumidor e Serviço Público, presidida pelo deputado Elenil da Penha (MDB).

O deputado Valdemar Júnior (MDB), autor do requerimento de convocação de Cabral e Ineijaim, disse que o objetivo é tratar de modo geral sobre a situação do Plansaúde. “Não se trata apenas de um áudio divulgado nas redes sociais, não vamos trazer um secretário para falarmos apenas deste áudio. O áudio será um dos assuntos tratados, bem como muitos outros”, disse.

Segundo o parlamentar, o áudio divulgado nas redes sociais foi apenas o 'estopim'. "A nossa preocupação aqui no momento é saber qual a real situação do Plansaúde", declarou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.