Arnaldo Filho

Direto ao Ponto

redacao@afnoticias.com.br

Votações importantes

Deputados licenciados pedem exoneração do governo Carlesse e retornam às pressas à Assembleia

A exoneração repentina pode ser para discussão e votação do Orçamento de 2020.

Por Arnaldo Filho 1.053
Comentários (0)

03/12/2019 09h01 - Atualizado há 1 semana
Ivory e Eduardo do Dertins

Os secretários extraordinários Eduardo do Dertins (PPS) e Ivory de Lira (PPL) pediram exoneração do governo de Mauro Carlesse (DEM) e vão reassumir suas cadeiras de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Tocantins.

Com o retorno deles à AL, os suplentes Ivan Vaqueiro (PPS), de Paraíso do Tocantins, e Delegado Rerisson (DC), de Araguaína, deixam o Poder Legislativo.

Dertins era secretário extraordinário de políticas descentralizadas e Ivory estava no comando da pasta de assuntos parlamentares. Não foram nomeados substitutos.

A exoneração repentina pode ser para discussão e votação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA), momento em que os deputados apresentam suas emendas ao Orçamento. Essa é considerada uma das atividades mais importantes do Parlamento.

PROJETOS NA CASA

O Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 e o Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA 2020) foram protocolados, nesta segunda-feira (2), na Assembleia Legislativa pelo Governo do Estado.

A LOA estima a receita e fixa a despesa para o exercício financeiro de 2020 de todos os órgãos e poderes (Executivo, Legislativo, Judiciário e Defensoria Pública do Tocantins) no valor total de R$ 10,8 bilhões.

O PPA é o documento que define as prioridades do Governo para o período de quatro anos. Nele consta o planejamento de como serão executadas as políticas públicas para alcançar os resultados esperados nas diversas áreas para o bem-estar da população.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.