Direto ao Ponto Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Pesquisas eleitorais

Josi também rebate Fortes sobre pesquisas, diz ser desespero e cutuca citando 'censura a jornalista'

Pré-candidatos trocam acusações sobre pesquisas manipuladas.

Por Arnaldo Filho
Comentários (0)

27/06/2024 09h06 - Atualizado há 2 semanas
Deputado Eduardo Fortes e prefeita Josi Nunes

Notícias de Gurupi - A corrida eleitoral em Gurupi está sendo uma das mais agitadas do Estado. Os três pré-candidatos à prefeitura – Josi Nunes (UB), Eduardo Fortes (PSD) e Cristiano Pisoni (PSDB) – travaram um intenso debate com troca de farpas e até denúncias de manipulação de pesquisas.

Nesta semana, o deputado Eduardo Fortes disse que “a Justiça Eleitoral impugnou mais uma pesquisa fraudulenta, desta vez encomendada pelo pré-candidato Cristiano Pisoni” e que “na semana passada, a Justiça já havia embargado uma pesquisa da pré-candidata Josi Nunes, destacando um padrão preocupante de tentativas de manipulação eleitoral”.

Pisoni reagiu com nota de repúdio e contra-atacou o adversário. Agora foi a vez da pré-candidata à reeleição, Josi Nunes, também rebater a acusação do deputado.

“Diferente do que afirma um de nossos adversários, não encomendei ou divulguei qualquer pesquisa eleitoral. Essa preocupação tem sido do próprio adversário, que faz circular semanalmente pesquisas de institutos com credibilidade duvidosa, tentando incutir nos eleitores uma realidade diferente do sentimento das ruas”, disparou a prefeita em nota.

Josi Nunes afirmou que “não está preocupada com pesquisas e nem com o desespero do opositor”. “Minha preocupação é seguir com o trabalho e dar prosseguimento às inúmeras obras que estamos executando para continuar melhorando a vida de todos os gurupienses”, acrescentou.

Segundo Josi, graças ao trabalho da gestão e a ajuda dos “verdadeiros parceiros” de Gurupi, que sempre encaminham recursos para obras na cidade, está fazendo uma “revolução histórica”.

“Não temos tempo a perder com quem se ocupa a divulgar notícias apenas atacando os oponentes e a censurar jornalista, pois não aceita opiniões contrárias às suas. Vamos seguir nosso trabalho com serenidade e retribuindo a confiança da população, apresentando os resultados que nosso povo espera”, finalizou.

Sobre a censura a um jornalista, Josi está se referindo a uma queixa-crime movida pelo deputado Eduardo Fortes contra o radialista José Manuel. Com base no pedido, a Justiça determinou a exclusão de uma postagem feita pelo jornalista no WhatsApp e sua remoção do grupo de mensagens.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.