Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Vaga no TCU

Kátia Abreu se diz confiante e revela que TCU só teve 2 ministras em 128 anos de história

Segundo ela, agora o Senado terá uma chance de indicar a 3ª mulher ao cargo.

Por Arnaldo Filho 1.172
Comentários (0)

13/12/2021 12h03 - Atualizado há 5 meses
Kátia Abreu entregando doces a Antonio Anastasia na sessão plenária do dia 2 de dezembro

O Senado marcou para esta terça-feira (14) as sabatinas e a votação para escolher qual parlamentar vai ocupar a vaga de ministro no Tribunal de Contas da União (TCU) aberta com a aposentadoria do ministro Raimundo Carreiro.

Três senadores estão na disputa: Antonio Anastasia (PSD)Fernando Bezerra Coelho (MDB) e Kátia Abreu (PP).

Segundo o site O Antagonista, além do apoio de Renan Calheiros (MDB), Kátia conta com os votos de toda a bancada do PT, com seis senadores. O interesse dos petistas é direto: o primeiro-suplente de Kátia, que assumiria a vaga dela em 2022, é Donizeti Nogueira, um militante histórico do partido de Lula.

Na reta final da campanha à vaga no TCU, Kátia Abreu fez questão de lembrar que a Corte de Contas teve 100 ministros desde a sua criação, há 128 anos, mas apenas duas mulheres até hoje. Segundo ela, agora o Senado terá uma chance de indicar a 3ª mulher ao cargo.

Ainda no Twitter, a senadora tocantinense afirmou que está confiante na vitória e segura dos apoios que tem recebido dos colegas.

Nos bastidores do Senado, fala-se que Flávio Bolsonaro (PL), filho do presidente da República, também apoia Kátia, em razão da boa relação que tem com o filho dela, o também senador Irajá (PSD).

Durante o dia, os candidatos à vaga no TCU serão sabatinados na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). A votação no plenário está prevista para o fim de tarde desta terça-feira (13): ganha quem receber maioria simples dos votos.

Descontração

A indicação para o TCU foi tema de um momento de descontração durante a sessão do último dia 2, quando a senadora Kátia Abreu (PP-TO) distribuiu doces aos colegas no Plenário.

"Eu soube que um colega que disputa o TCU trouxe várias caixas de uvas para os eleitores e que outro trouxe várias latas de doce de leite de Mococa. Eu, infelizmente, não tinha trazido nada. Então, aqui há 47 docinhos, que são dos meus eleitores. Entendeu, sr. Presidente? Eu sou objetiva e pragmática, como toda mulher. Então, vou entregar para todos. Vou começar com o meu eleitor número um, Anastasia, e com outro número um também, Fernando Bezerra", brincou Kátia Abreu, dirigindo-se ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco e referindo-se aos colegas Anastasia e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado.

— Eu recebi as uvas e não recebi o doce de leite — respondeu Pacheco, provocando risos no Plenário.

— Sr. presidente, essa disputa tem que se prolongar para a gente poder conhecer as iguarias culinárias tanto do Nordeste quanto do Tocantins, quanto de Minas — acrescentou Nelsinho Trad.

Anastasia aderiu ao espírito bem-humorado:

— Agradeço os cumprimentos da senadora Kátia, mas só uma observação: primeiro, não houve distribuição de doce de leite. Segundo, senadora Kátia, não é Mococa, que fica em São Paulo, é Viçosa, que é uma cidade mineira!

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.