Direto ao Ponto Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

TENSÃO POLÍTICA EM DUERÉ

Laurez e Irajá são acusados de manobra para tentar inviabilizar pré-candidatura de ex-secretária

Pré-candidata diz que Laurez se aliou ao maior adversário do governador Wanderlei.

Por Eduardo Azevedo 1.075
Comentários (0)

10/04/2024 10h44 - Atualizado há 1 mês
Mariana Coelho diz que vice e senador tentaram impedir pré-candidatura em Dueré

Notícias do Tocantins – Em meio a um cenário de agitação política, a pré-candidatura de Mariana Coelho à Prefeitura de Dueré, sul do estado, foi envolvida em uma polêmica a nível estadual e federal. A ex-gestora da Saúde do município alega que uma articulação entre o vice-governador Laurez Moreira (PDT) e o Senador Irajá (PSD) teria tentado impedir seu projeto eleitoral. 

"O irmão de Laurez, o Dida, é o pré-candidato dele. Eu não teria possibilidade partidária nesse grupo ou em outro que o Laurez tivesse influência. Então fui em busca de possibilidades para viabilizar minha pré-candidatura. Estava tudo certo para minha filiação no PSD. Mas minha tia, vereadora Vera Leal, recebeu uma ligação nos 45 minutos do 2º tempo dizendo que ele [Irajá] tinha um acordo com Laurez, que era para eu retirar minha pré-candidatura e que eu não teria mais a legenda. O pior foi saber que houve uma conversa entre Irajá e o vice-governador para que meu nome fosse tirado da disputa", revelou a ex-secretária.

O episódio gerou indignação por parte de Mariana, que lamentou a aliança entre Laurez e a maior oposição ao governador Wanderlei Barbosa no Estado, que hoje é o senador Irajá. “É natural que o vice-governador apoie alguém da sua família. Já esperávamos por isso, pois faz parte do processo. Agora articular com a maior oposição do nosso governador é o que me deixou mais decepcionada. Uma coisa sou eu, pré-candidata em Dueré, tentando viabilizar uma candidatura. Outra coisa é o braço direito do governador se aliando a quem bate no governo todos os dias. Tudo tem limite!”, desabafou.

Agora com apoio de Gomes, Gaguim e Janad 

Diante de todo o imbróglio, Mariana entrou em contato com o Senador Eduardo Gomes, com o deputado federal Carlos Gaguim e com a deputada Janad Valcari. Os parlamentares propuseram a filiação dela no PL e garantiram legenda e apoio para sua pré-candidatura a prefeita. 

“Sempre tivemos uma boa relação com o Senador Eduardo Gomes, com o Gaguim e com a Janad e, diante do cenário que foi se desenhando dentro do município, todos de forma conjunta nos estenderam a mão. Não tenho como agradecer o tamanho desse gesto. O que queremos é oportunizar para o povo de Dueré novas possibilidades. A disputa deve ser feita com o voto popular, não no tapetão e fazendo alianças com adversários da própria gestão, como fez Laurez. Espero que o governador esteja ciente disso. Se o vice está fazendo isso em Dueré, o que não pode estar fazendo em outros lugares, né?”, observou.

Apoio do prefeito Valdeni

Outro ponto destacado por Mariana é o apoio recebido do prefeito Valdeni Carvalho. Ele, juntamente com todo o grupo político da gestão, se filiaram ao PL. “Ter o respaldo do nosso prefeito e de todos que vieram com ele também nos motiva. Não é um trabalho de pré-candidatura que será da Mariana, mas de todo um coletivo. Agora é seguir em frente com nossos projetos para a nossa cidade de Dueré”, declarou. 

Apoio a Wanderlei

Mariana e todo o seu grupo apoiaram a eleição de Wanderlei Barbosa ao Governo do Estado em 2022. Em Dueré, o governador venceu com larga vantagem, 63,57% dos votos.

O AF Notícias entrou em contato com a assessoria de comunicação de Laurez, que preferiu não se manifestar sobre o assunto. Da mesma forma, a assessoria de Irajá foi contatada, porém não respondeu aos questionamentos da reportagem.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.