Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Nome em hospital

Olyntho propõe e hospital terá nome do pai de Carlesse; apenas 1 deputado votou contra

O projeto agora segue para sanção do governador Mauro Carlesse (DEM).

Por Arnaldo Filho 1.397
Comentários (0)

25/09/2020 15h07 - Atualizado há 1 mês
Futuro Hospital Geral de Gurupi (HGG)

O deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) - um dos líderes do governo do Tocantins na Assembleia Legislativa - propôs e foi aprovado um projeto de lei que denomina de "Ivo Carlesse" o novo Hospital Geral de Gurupi (HGG) que, em breve, será entregue à população totalmente reformado.

Ivo Carlesse foi o pai do governador Mauro Carlesse (DEM), e exerceu a atividade de agricultor até o seu falecimento em 1974, aos 43 anos. 

Adversário declarado do atual governo, o deputado federal Vicentinho Junior (PL) rebateu a iniciativa pontuando que "não entro no mérito da história dele, até porque não conheço, mas também sei que ele também não conheceu a história do Tocantins, já que faleceu quando o Estado sequer havia sido criado".

Para o parlamentar, as memórias póstumas deveriam ter correlação com o histórico do Estado, da cidade de Gurupi ou da própria construção da unidade hospitalar, o quê não é o caso. "Colocar o nome do pai do governador Carlesse no Hospital Regional de Gurupi é como rasgar a história da luta pela criação do Estado. Não é esse legado que eu gostaria de contar para meus filhos e netos", pontuou. 

Deputado Professor Júnior Geo foi o único voto contrário na Assembleia Legislativa

Segundo Júnior Geo, o projeto estava na Comissão aguardando parecer. A intenção dele era apresentar uma emenda para sugerir nomes de médicos pioneiros que possuíssem relação com o próprio hospital, entre os quais, Colemar Cerqueira e João Neves, que faleceu recentemente, vítima de Covid-19. As indicações teriam sido feitas pelo Sindicato dos Médicos do Tocantins (Simed). 

Todavia, em razão da pandemia, não houve reuniões nas Comissões na Assembleia no mês de agosto e, por isso, a matéria não foi discutida internamente.

Ao retornar as sessões presenciais em setembro, o presidente da Casa Legislativa, Antonio Andrade (PTB), avocou o projeto de lei - sob o argumento de que o prazo estava expirado - e colocou em votação no plenário, sem qualquer parecer das comissões. A indicação do nome de Ivo Carlesse foi, nestas circunstâncias, aprovado com um único voto contrário: de Júnior Geo

Geo fala em improbidade por desrespeito ao princípio da moralidade

Inconformado, o deputado discursou em plenário, fez a defesa de outros nomes com vínculos com a saúde pública, contudo, não conseguiu convencer seus pares. "O nome indicado pelo nobre colega Olyntho Neto não tem nada a ver o Tocantins, pois o Sr. Ivo faleceu quando este Estado sequer havia sido criado. Na minha visão, após a sanção do governador, cabe até mesmo ação civil pública visando derrubar a lei, porque fere o princípio da moralidade, previsto na constituição federal, uma vez que o governador colocou nome do seu próprio pai no hospital" pontuou Geo.

O projeto agora segue para sanção do governador Mauro Carlesse (DEM).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.