Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

PEDRO AFONSO

Prisão e motel: Casos polêmicos envolvendo 2 vereadores colocam cidade em evidência negativa

Mesa Diretora vai reunir hoje para deliberar sobre caso do vice-presidente Breno Alves.

Por Eduardo Azevedo 1.341
Comentários (0)

04/12/2023 10h10 - Atualizado há 2 meses
Mirleyson e Breno estiveram no centro das atenções na última semana

Na última semana, dois vereadores do município de Pedro Afonso (TO) foram protagonistas de situações controversas que ganharam amplo destaque nos jornais do estado. Os parlamentares Mirleyson Soares Dias e Breno Alves estiveram no centro das atenções por motivos distintos, porém ambos polêmicos.

Mirleyson, em decisão proferida pela juíza Luciana Costa Aglantzakis, da 1ª Vara Cível de Pedro Afonso, foi condenado à perda do cargo e afastamento imediato de suas funções legislativas. A sentença é baseada no uso indevido de um veículo oficial da Câmara de Vereadores para ir a um motel na capital, Palmas, no ano de 2022.

A juíza também decretou a suspensão dos direitos políticos por cinco anos, além do ressarcimento aos cofres públicos pela diária utilizada na viagem. O vereador ainda está proibido de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais por cinco anos.

Já Breno Alves, que é vice-presidente da Câmara Municipal, enfrentou problemas legais devido ao descumprimento de medidas cautelares estabelecidas pela Justiça.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP-TO), o vereador foi detido pela Polícia Militar por desobedecer ordens judiciais relacionadas a um processo por delitos anteriores, como direção perigosa, embriaguez ao volante e disparo de arma de fogo em local público, ocorridos em outubro de 2021. O vereador estava em um bar, violando as medidas impostas, o que resultou em sua prisão preventiva.

Presidência se manifesta

Ao ser procurado, o presidente da Câmara de Pedro Afonso, vereador João do Povo, comentou as situações polêmicas enfrentadas pelos vereadores em questão.

"Quanto ao caso do vereador Mirleyson, foi instaurado um processo administrativo na época do fato, ou seja, no ano passado, cujo Presidente era o vereador Wallison Breno Alves e, no mandato anterior, o referido processo foi arquivado. Quando assumi o mandato já estava arquivado. Quanto ao caso do vereador Breno Alves, a Mesa diretora se reunirá ainda hoje para deliberar sobre o assunto e a decisão que iremos tomar".

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.