Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Polêmica

Secretário se irrita com críticas à concessão do Jalapão: 'isso é Afeganistão, é Talibã, rapaz'

'Você me respeite, sou secretário de Estado', disse para um manifestante.

Por Arnaldo Filho 2.171
Comentários (0)

20/08/2021 10h24 - Atualizado há 1 mês
Claudinei tentando acalmar o secretário Tom Lyra, que ficou irritadíssimo

O clima esquentou durante a audiência pública realizada nessa quinta-feira (19/8) na Assembleia Legislativa para debater o projeto do Governo do Estado para concessão à iniciativa privada do Parque do Jalapão, o principal atrativo turístico do Tocantins, reconhecido tanto no Brasil quanto no exterior.

Além de deputados, a audiência teve a participação de vários secretários de Estado, incluindo Claudinei Quaresemin, sobrinho do governo Carlesse; de representantes de comunidades que vivem na região do Jalapão, guias turísticos, empresários e quilombolas.    

O projeto de concessão foi duramente criticado pelas comunidades. “Concessão. Dinheiro. Dinheiro. Não estão ligando para a comunidade não, se ligasse teriam ido lá perguntar para a gente o que realmente a gente pensa e acha disso. Falta de respeito e de vergonha”, discursou Railane Ribeiro, presidente da Associação das Artesãs do Mumbuca.

Depois de ouvir muitas críticas de outros participantes, o secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Tom Lyra, que já comandou a pasta do turismo, subiu à tribuna e fez um discurso duro contra os críticos da proposta.

“Vi aqui um discurso ufanista e eu trouxe o meu RG, sou lá de Araguacema, eu sou tocantinense, portanto, me credencio para falar. Minha família entrou no Tocantins lá pelo São Félix, meu tio estabeleceu pioneirismo na cidade”, começou Tom Lyra.

O secretário lembrou que o Jalapão começou a despontar no turismo lá em 2001 com o Rally dos Sertões, quando o Governo pagou uma contrapartida para receber o evento, e revelou o pagamento de R$ 300 mil para o estado voltar a ser incluído na rota.

“Não venham aqui dizer que o governo foi omisso em relação ao Jalapão. São Tomás de Aquino diz que a ingratidão é o pior dos pecados. Qual governador desse estado que foi tantas vezes ao Jalapão quanto Carlesse?”, questionou.

Ao ser criticado por uma pessoa que estava na plateia, o secretário subiu ainda mais o tom e disparou: “Deixa eu te falar uma coisa. Isso aqui é democracia, você falou e eu também estou falando. Você me respeite! Eu não aceito você vir nesse debate. Afeganistão isso aí, isso é Talibã, rapaz. Você me respeite, sou secretário de Estado, fui secretário do Turismo. Respeite, isso é democracia, rapaz. Como você quer defender seus interesses agindo com impessoalidade . Tenha atitude cidadã, rapaz. Você tá falando com secretário de Estado. Que isso, rapaz! Eu tô lhe respeitando, eu tô fazendo a narrativa (sic)”, disparou Tom Lyra.

Nesse momento, com o clima bastante tenso, o secretário Claudinei Quaresemin viu-se obrigado a subir à tribuna para tentar acalmar Tom Lyra.

"Eu sou tocantinense tanto quanto você, tá aqui o meu RG (sic)", disparou novamente Lyra, atropelando até a fala do deputado Ricardo Ayres (PSB), que estava conduzindo a audiência pública.

"Você vai para o Afeganistão, lá é lugar de gente que age dessa forma", continuou Tom Lyra, sem dá ouvidos a Ricardo Ayres.

O deputado Elenil da Penha também entrou em campo para amenizar os ânimos e chamou a atenção dos manifestantes.

“A maneira como o manifestante está fazendo aqui cria empecilhos para que muitos possam ir lá [no Jalapão] fazer uma audiência e discutir com vocês. Se você aqui na Assembleia Legislativa está valente desse jeito querendo nos agredir, e lá no terreno onde mora, como você vai estar conosco. Se a gente não consegue conversar civilizadamente aqui como vamos fazer uma audiência lá? Civilização é uma necessidade!”, finalizou Elenil.

Na sequência, Ayres garantiu a fala de Tom Lyra, que concluiu sua defesa ao projeto de concessão do Jalapão, mas avisou: 'não aceito essa intimidação'.

Talibã é o grupo extremista islâmico que retomou o poder no Afeganistão e já matou muitos inocentes.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.