Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Reviravoltas

'Tsunami' na cúpula do governo do Tocantins põe Wanderlei em evidência para 2022

Os próximos capítulos dessa novela ainda são imprevisíveis.

Por Arnaldo Filho 2.670
Comentários (0)

21/10/2021 09h34 - Atualizado há 1 mês
Wanderlei Barbosa e Mauro Carlesse

O comando do Governo do Tocantins já está nas mãos de Wanderlei Barbosa (sem partido), o governador interino. O termo de assunção da Chefia do Poder Executivo foi assinado logo após a Polícia Federal ter dado cumprimento ao mandado de afastamento de Mauro Carlesse (PSL), pelo prazo de seis meses, a partir desta quarta-feira (20), por suspeitas de corrupção.

Essa reviravolta, totalmente inesperada neste momento, faltando menos de um ano para as eleições de 2022, tem potencial para mudar radicalmente o cenário político. Agora, Wanderlei Barbosa, tendo nas mãos a tão cobiçada caneta do Palácio Araguaia, mesmo que interinamente, pode figurar como um nome de peso na corrida pelo Governo do Estado.

Caso o afastamento de Carlesse perdure mesmo por 180 dias, provavelmente até 20 de abril de 2022, é natural que o passar dos meses torne o seu retorno ao comando do governo cada vez mais improvável, apesar de toda a fidelidade já demonstrada por Wanderlei, pois sempre existe o risco da sedução e embriaguez do poder. Mas é claro que Carlesse usará de todos os meios e recursos judiciais cabíveis para retornar ao governo o quanto antes. 

Pela decisão do STJ, Carlesse está proibido de ter acesso ou frequência às dependências do Palácio Araguaia e de manter contato com os outros investigados. Obviamente, também não participará de nenhum ato público relativo à gestão estadual. A partir de agora, interinamente, Wanderlei Barbosa estará à frente de todas as ações, acompanhando obras pelo Estado e despachando com líderes, prefeitos e parlamentares, sentado na cadeira mais cobiçada do Palácio.

Os próximos capítulos dessa novela ainda são imprevisíveis.

BIOGRAFIA

Wanderlei tem 57 anos e é natural de Porto Nacional. Começou a carreira política em 1989, quando se elegeu vereador pelo município. Em 1996 migrou para Palmas e se elegeu vereador, cargo que ocupou por vários mandatos sucessivos até 2010, chegando a presidir a Câmara Municipal nos biênios de 2003-2004 e de 2009- 2010.

Ele é filho de Fenelon Barbosa, o primeiro prefeito de Palmas, após sua fundação em 1989, e foi, também, subprefeito de Taquaruçu.

Em 2010 conquista seu primeiro mandato de deputado estadual, sendo reeleito em 2014. Ele permaneceu nesta função até 2018, quando se afastou para disputar a eleição suplementar ao lado de Carlesse como vice-governador.

Wanderlei é casado com Blandina Vieira Leite Castro e pai de Ygor Leonardo Castro Leite, Rérison Antonio Castro Leite e Rosa Maria Castro Leite.

Um dos filhos de Wanderlei, Rérison Antonio, é o atual presidente da Agência de Metrologia do Tocantins, desde 2019. Já Ygor Leonardo, conhecido como Léo Barbosa, é deputado estadual.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.