Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Inusitado

Vicentinho Júnior mostra as garras e desfilia único vereador do PL em Palmas para criar terceira via

O vereador disse que, no momento, não fará quaisquer declarações sobre o tema

Por Arnaldo Filho 1.380
Comentários (0)

10/02/2020 13h39 - Atualizado há 1 mês
Em caso inusitado, Lúcio Campelo é desfiliado do PL

O presidente estadual do PL no Tocantins, deputado federal Vicentinho Junior, remeteu ofício ao vereador de Palmas, Lúcio Campelo, comunicando sua desfiliação partidária.

A medida é inusitada, nada republicana e, até certo ponto, injusta. O parlamentar é um dos pioneiros da sigla no Tocantins e filiado, desde os tempos em que o saudoso senador João Ribeiro comandava o partido e sua nomenclatura ainda era PR.

Inobstante a isso, é o único vereador da sigla na capital e goza de incomensurável prestígio junto aos pares, tendo sido eleito, por unanimidade para presidir a Comissão mais importante da Câmara de Vereadores de Palmas, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Além disso, não houve quem defendesse mais o então senador Vicentinho Alves do que Campelo, durante a eleição suplementar e ordinária de 2018.  

SERVIÇOS PRESTADOS

O documento assinado pelo deputado preceitua que, em que pese os “relevantes serviços prestados” e “boa representatividade” na região da sul da cidade, sua decisão de fazer parte da base de sustentação da prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), os impede de continuarem caminhando juntos. 

TERCEIRA VIA | DUPLA OPOSIÇÃO

Vicentinho Jr ainda mencionou a composição de uma terceira via para as eleições de 2020 em Palmas, revelando que o partido não tem disposição de se atrelar aos “fracassados projetos do Palácio Araguaia ou com a atual gestão municipal”. 

Como é sabido e notório, há articulações e acertos entre Vicentinho Jr e o ex-prefeito Carlos Amastha (PSB). Eles formariam um grande grupo para a disputa municipal, repetindo a dobradinha que elegeu o próprio Vicentinho a deputado e alçou Tiago Andrino (PSB) à condição de suplente na chapa. Em suma, caso a parceria fosse vitoriosa e Vicentinho se tornasse prefeito de Palmas, em efeito cascata, Andrino se tornaria deputado federal. 

CAMPELO PREFERIU O SILÊNCIO

Procurado, o vereador disse que, no momento, não fará quaisquer declarações sobre o tema, entendendo que esta é uma questão interna do partido. Contudo, demonstrou estar, naturalmente, chateado por ter sido comunicado da decisão do partido por ofício, ao invés de uma conversa prévia. 

A desfiliação de Campelo tem, certamente, relação com a possível coligação com Amastha. O vereador já disse em alto e bom som que não concorda com a aliança, mesmo porque foi um dos vereadores que mais ferrenhamente criticaram a gestão do ex-prefeito e, consequentemente, se postou na oposição durante os dois mandatos do ex-gestor.

Ofício enviado pelo deputado ao vereador

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.