Paranã

Acusados de matar pai de família com tiro à queima-roupa pegam 39 anos de prisão no Tocantins

A vítima foi Valdeci Curcino do Santos. O crime ocorreu em 2015 em Paranã.

Por Redação 1.387
Comentários (0)

23/08/2019 16h14 - Atualizado há 1 mês
Cidade de Paranã

Vitor Paulo Ferreira Araújo foi condenado a 21 anos de reclusão e Iago Lindemberg Alves de Oliveira da Silva a 18 anos pelo crime de homicídio duplamente qualificado praticado contra Valdeci Curcino do Santos em Paranã (TO).

O julgamento do Tribunal do Júri ocorreu nesta quarta-feira (21). A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO).

Segundo a acusação, o crime teve como mentor intelectual Vitor Paulo e aconteceu em dezembro de 2015. Ele e Iago Lindemberg atiraram a curta distância em Valdeci no momento em que a vítima estava conversando em um estabelecimento que funcionava como bar e sorveteria. 

As penas dos acusados foram agravadas porque eles agiram por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Além disso, Valdeci possuía filhos pequenos que dependiam dele.

O julgamento foi presidido pelo juiz de direito Márcio Soares da Cunha.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.