Tocantins

Carlesse empossa novo comandante da PM e autoriza força-tarefa contra violência

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

03/04/2018 10h30 - Atualizado há 1 mês
O governador interino, Mauro Carlesse, empossou o novo Comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins, Jaizon Veras Barbosa, no início da manhã desta terça-feira (3). Na ocasião, o governador também anunciou o início das atividades da força-tarefa de combate à criminalidade e à violência. Carlesse destacou a confiança na corporação e agradeceu o trabalho do comandante substituído, coronel Edvan de Jesus Silva. "São homens e mulheres comprometidos com a segurança da população e que nosso governo respeita e confia", disse. O comandante Jaizon Veras Barbosa destacou que terá como prioridade, em sua atuação, um melhor aproveitamento do contingente policial. "Com o retorno dos policiais que estavam cedidos a outras instituições, vamos priorizar o combate à criminalidade, com maior frequência de operações para esses fins e daremos continuidade aos projetos iniciados. Juntos com os demais profissionais, trabalharemos dia e noite para cumprirmos nossa missão com eficiência e eficácia", garantiu. Força-tarefa A força-tarefa de combate à criminalidade e à violência anunciada pelo governador Mauro Carlesse será desenvolvida em conjunto pelas polícias Civil e Militar, com o apoio da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. A primeira ação será realizada no município de Gurupi, ainda nesta semana. "Além do trabalho rotineiro, vamos de imediato dar uma resposta à população tocantinense que clama por mais segurança com essa força-tarefa. Com o trabalho integrado das forças de segurança, vamos colocar mais policiais na rua e trabalhar mais perto das comunidades. Proteger as famílias e a vida das pessoas é nosso compromisso", ressaltou o governador. Junto com a intensificação das ações continuadas das polícias, serão desenvolvidas ações de impacto nas cidades com os maiores índices de criminalidade e violência no Estado.  Polícia Militar Nas operações, a PM vai empregar parte do efetivo de Palmas e das unidades especializadas da Casa Militar (Camil); da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe); das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam); Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro); e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). "A força tarefa consistirá no emprego do nosso efetivo operacional e administrativo, deslocados para as cidades, inicialmente para Gurupi e na sequência para outras cidades que tem altos índices de criminalidade", afirmou o novo Comandante Geral da PM. Entre as ações continuadas da PM estão a utilização de sistemas de monitoramento com câmeras; ampliação das Redes Comunitárias de Segurança (RCS), facilitando a comunicação entre a PM e a comunidade; ampliação dos serviços de inteligência entre os entes envolvidos; fortalecimento das ações preventivas e proativas, por meio de Visitas Cidadãs (realizadas pela PM em diversas unidades do Estado). Segurança Pública Dentro da força-tarefa, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) vai empregar todo efetivo disponível nas operações a serem realizadas; vai prestar apoio à PM no trabalho ostensivo com duas equipes do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote); cumprirá mandados de prisão em aberto e destinará equipe específica para intensificar a apuração dos crimes de homicídio. O secretario de Estado da Segurança Pública, Deusiano Pereira de Amorim, ressaltou que o trabalho da Polícia Civil será investigativo. "Vamos intensificar nossas ações na apuração dos crimes, principalmente aqueles que estão incomodando a nossa sociedade, que são os crimes de homicídio. Já designamos equipes de delegados específicas para apuração desses crimes", explicou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.