Tocantins

Caseiro confessa latrocínio de servidor da Polícia Federal com ajuda de primo; três são presos

A operação conjunta teve o apoio da PF, PM, Polícia Civil e PRF.

Por Redação 2.859
Comentários (0)

13/09/2020 16h27 - Atualizado há 1 semana
Aécio Moura de Lucas era servidor da Polícia Federal no Tocantins

Três pessoas foram presas por envolvimento no crime de latrocínio – roubo seguido de morte – praticado contra o servidor da Polícia Federal Aécio Moura de Lucas, que foi encontrado morto em sua propriedade rural no município de Aparecida do Rio Negro na última quarta-feira (9).

Entre os presos estão o caseiro da fazenda e um comparsa, além de uma terceira pessoa que guardou a arma subtraída da casa da vítima.

Conforme as investigações da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, o caseiro foi auxiliado por um primo, que foi preso em Porto Nacional na sexta-feira (11).

Após o latrocínio, o caseiro fugiu e ficou escondido na mata até esse sábado (12), quando foi localizado pela equipe da Polícia Federal na zona rural entre os municípios de Silvanópolis e Monte do Carmo.

Já capturado, o caseiro confessou o cometimento do crime e relatou que a arma roubada estaria escondida em um estabelecimento comercial em Silvanópolis. Na sequência, os agentes localizaram a arma e prenderam em flagrante o responsável pela guarda do armamento.

Todos os presos foram conduzidos para Palmas, onde foram interrogados pela autoridade policial da 1ª DHPP.

A Polícia Federal agradeceu o valioso apoio prestado pela Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal na elucidação do caso e na prisão dos acusados.

Aécio era natural de Patos de Minas (MG), tinha 58 anos e ingressou no quadro da Polícia Federal no ano de 1999, no cargo de Motorista Oficial.

O CRIME

Aécio de Moura Lucas foi encontrado em sua fazenda no município de Aparecida do Rio Negro, por volta das 15 horas da última quarta-feira (9) por um amigo da família.

O crime foi comunicado à Superintendência da Polícia Federal no Estado do Tocantins que, em seguida, acionou a Polícia Civil. De imediato, a equipe da 1ª DHPP de Palmas e a Perícia Criminal se deslocaram para a propriedade e fizeram o levantamento do local do crime.

Em seguida, foram iniciadas as buscas pelo suposto autor do crime  numa ação conjunta das Polícias Civil e Militar e da Polícia Federal. Ainda na quarta-feira (9), o carro da vítima foi encontrado na zona urbana de Silvanópolis.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.