Investigação

Caso Malu da Tapioca: irmão acredita em tentativa de feminicídio e diz nome do principal suspeito

Malu foi internada dia 31 de dezembro com vários hematomas pelo corpo.

Por Márcia Costa 9.672
Comentários (0)

09/01/2020 11h10 - Atualizado há 10 meses
Malu da Tapioca segue internada em coma no HRA

Marcleya Pereira de Moraes, conhecida por Malu da Tapioca, está há 10 dias internada na UTI do Hospital Regional de Araguaína e familiares acreditam que ela foi vítima de uma tentativa de feminicídio.

Muito conhecida na cidade, Malu foi levada à UPA pelo próprio companheiro, desacordada e com vários hematomas pelo corpo.

O suspeito teria informado aos profissionais da saúde que não tinha contato dos familiares para informá-los sobre o caso, porém, o irmão de Malu, Marclaiton Pereira de Moraes, disse que o casal mora no mesmo quintal que a mãe dela.

Segundo o irmão, os médicos da UPA suspeitaram de violência e uma assistente social acionou a Polícia Militar. Os parentes só foram avisados por uma amiga da família e denunciaram o caso imediatamente à Polícia Civil.

“Minha irmã está com vários hematomas pelo corpo. Ela recebeu uma pancada muito forte na cabeça que provocou o coma. Além do coágulo de sangue, a tomografia constatou um aneurisma que possivelmente foi provocada pela agressão”, relatou.

O suspeito, atual companheiro de Malu, foi procurado pelos parentes para explicar o que tinha acontecido, mas ele teria sido contraditório e relatado versões diferentes.

“Jairo Gomes falou para os profissionais da UPA que ela tinha dado um AVC e caiu da escada, e para nós disse que ela tinha caído da cama, e para outras pessoas conta outras versões. Ele precisa esclarecer o que aconteceu. Eu acuso e afirmo que ele agrediu a minha irmã”, afirma o irmão.

Segundo Marclaiton, um médico disse à família que a cama precisaria ter uns 10 metros de altura para causar aqueles hematomas numa possível queda. “Possivelmente houve luta corporal, ela não sofreu esses hematomas com apenas uma desmaio ou uma queda”, finalizou.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

+ 'Juro por Deus que não bati nela' , diz companheiro de Malu da Tapioca diante de suspeita da família

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.