Susto

Corpo de Bombeiros combate princípio de incêndio na rede elétrica de lojas no centro de Araguaína

As chamas não chegaram a atingir os produtos das lojas.

Por Redação 1.733
Comentários (0)

25/11/2019 16h39 - Atualizado há 1 mês
Princípio de incêndio na Avenida Cônego João Lima

Um princípio de incêndio na rede elétrica que fica sob as fachadas de duas lojas localizadas na Avenida Cônego João Lima movimentou o centro comercial de Araguaína e gerou preocupação na tarde desta segunda-feira (25).

Ao ser acionada, a Energisa desligou a rede elétrica e o Corpo de Bombeiros conseguiu apagar as chamas imediatamente.

Em seguida, os bombeiros utilizaram uma escada prolongável sobre as marquises das lojas para fazer o trabalho de rescaldo e também realizar uma conferência minuciosa a fim de evitar uma reignição (reativação das chamas).

Ninguém ficou ferido na ocorrência. As chamas não chegaram a atingir os produtos das lojas.

Em nota, a Energisa informou que o curto-circuito ocorrido foi provocado por uma intervenção indevida na rede elétrica (quando uma pessoa mexe sem autorização).

"Foi detectado um cabo clandestino adicionado ao ramal de serviço da rede de energia que atende ao cliente. Essa emenda feita sem autorização foi a responsável pelo curto-circuito registrado nesta tarde", diz a nota.

A Energisa disse que está tomando todas as providências necessárias, a exemplo do Boletim de Ocorrência, uma vez que mexer na rede elétrica é crime e pode causar acidentes fatais, colocando em risco todos os clientes que recebem a energia na região.

A intervenção indevida na rede elétrica é considerada atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública conforme dispõe o artigo 265 do Código Penal e pode ocasionar prisão de 1 até 5 anos.

Energisa desligou a rede elétrica

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.