No Barra da Grota

Esposas de presos fazem protesto para denunciar possíveis maus-tratos

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

11/04/2017 16h35 - Atualizado há 1 mês
Márcia Costa//AF Notícias

Esposas de detentos do Presídio Barra da Grota, em Araguaína (TO), realizaram uma manifestação para denunciar possíveis maus-tratos que os presos estariam sofrendo dentro da unidade. O ato foi realizado nesta terça-feira (11/04), em frente ao presídio.

O grupo de manifestantes estava com vários cartazes com palavras de ordens e apresentaram cartas supostamente escritas pelos presidiários. As cartas relatavam agressões e um episódio ocorrido no dia 06 de abril de 2017, em que 28 internos teriam ficado feridos. As manifestantes ainda reclamaram do novo chefe de segurança da unidade. Segundo as mulheres, os detentos tem sofrido "opressão" depois que ele começou a trabalhar no presídio “Meu marido disse que eles estavam no banho de sol de short e chinelo quando, de repente, chegaram os policiais atirando, muitos internos foram atingidos com tiro de 12, de borracha. Na carta que ele me entregou tem o nome de todos os internos que ficaram feridos. A direção do presídio não falou o que aconteceu e a única coisa que ficamos sabendo é que as visitas foram suspensas”, disse a esposa de um dos detentos, que preferiu não se identificar. Outra mulher cobrou respostas sobre o acontecido e o motivo da suspensão de visitas. “Meu marido foi atingido com uma bala no nariz e ficou muito ferido. Vim aqui e não deixaram eu vê-lo. Disseram que meu marido estaria de castigo, sendo que ele não fez nada,” relatou. Durante a manifestação, o Juiz titular da 2ª Vara Criminal e Execuções Penais da Comarca de Araguaína, Antônio Dantas, estava dentro da unidade ouvindo os presos para saber qual a real situação, segundo as mulheres.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.