Campos Lindos

Fiscal da Adapec mata professora a tiros e comete suicídio em seguida no norte do Tocantins

Crime chocou a população da pequena cidade de Campos Lindos.

Por Redação 3.934
Comentários (0)

25/05/2020 08h53 - Atualizado há 1 mês
O homem não aceitava o fim do relacionamento e destruiu a família

O assassinato da professora Safira Camelo Gomes Lima, de 36 anos, chocou a população de Campos Lindos, no norte do Tocantins, no fim da noite de sábado (23). Ela deixa dois filhos.

O autor do crime é ex-marido da vítima, o fiscal da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) Jurani de Sousa Lima, de 47 anos. Ele cometeu suicídio após praticar o delito.  

A mãe de Safira Camelo relatou à Polícia Militar que a professora havia se separado de Jurani de Sousa e estava recebendo várias ameaças de morte do ex-marido.

Na noite do crime, a mãe da professora disse que havia deixado a porta dos fundos de sua residência aberta e escutou os gritos desesperados da filha dizendo que o ex-marido iria matá-la. Logo em seguida, ela ouviu ao menos dois disparos de arma de fogo.

A mãe ainda relatou à PM que já encontrou a filha caída dentro do banheiro. O ex-marido da professora havia saído, mas retornou, apontou uma arma de fogo para a ex-sogra e fugiu de carro em direção ao Estado do Maranhão.

O carro do fiscal foi encontrado com indícios de capotamento na divisa de Campos Lindos com o Maranhão. O homem estava enforcado por uma corda amarrada numa árvore nas proximidades da rodovia.

Jurani era concursado no cargo de Fiscal de Defesa Agropecuária desde abril de 2013.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Tocantins (Sintet Regional de Araguaína), Rosy Franca, lamentou a tragédia e condenou a violência contra a mulher. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.