Paranã

Homem que matou ex-mulher após fim de relacionamento é condenado a 43 anos no Tocantins

O crime aconteceu em maio de 2015, e Edmílson está foragido desde então.

Por Redação 1.072
Comentários (0)

11/07/2019 17h31 - Atualizado há 6 dias
Crime foi em 2014

Edmílson Honório Machado foi condenado a 43 anos de prisão por matar a ex-mulher Ângela Aparecida Quirino da Fonseca a tiros e ter tentado matar Neiva Bispo Nunes, amiga da vítima.

A condenação foi dada pelo Tribunal do Júri nesta quarta-feira (10), em Paranã. O crime aconteceu em maio de 2015, e Edmílson está foragido desde então.

Segundo a acusação, o condenado abordou a ex-mulher enquanto ela trafegava de moto pela BR-010 na companhia da amiga e disparou quatro tiros de arma de fogo contra as duas vítimas.

Ângela morreu com os tiros e Neiva Bispo foi atingida na mão esquerda. O motivo do crime foi porque Edmílson estava indignado com o fim do relacionamento que manteve com a vítima fatal.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.