Paraíso

Jovem é condenado a 17 anos por matar desafeto numa emboscada e queimar cadáver no Tocantins

Ele foi condenado por por homicídio triplamente qualificado e destruição de cadáver.

Por Redação 1.184
Comentários (0)

15/12/2019 09h29 - Atualizado há 1 mês
Alex Rocha Dias foi condenado pelo homicídio

O Tribunal do Júri condenou Alex Rocha Dias pela morte de Lucas Costas Pereira, em fevereiro de 2018, na cidade de Paraíso do Tocantins. Autor e vítima tinham 18 anos na época do crime. O julgamento ocorreu nesta sexta-feira (13/12).

O acusado cumprirá pena de 17 anos, sete meses e 15 dias de reclusão por homicídio triplamente qualificado e destruição de cadáver. Ele já está preso pelo crime.

Segundo a denúncia criminal do Ministério Público, Alex em conluio com dois adolescentes, em razão de desavença anterior, atraíram a vítima até uma chácara sob alegação de que iriam consumidor drogas. No entanto, ao chegar no local, Lucas foi atacado com golpes de faca e pedradas na cabeça. As lesões causaram profundo sofrimento e provocaram a sua morte. Em seguida, atearam fogo no corpo do cadáver.

Os promotores Breno Simonassi e Eduardo Ferro, que atuaram na acusação em plenário, sustentaram as teses de que a Alex agiu por motivo fútil, atuou por meio cruel, utilizou recurso que tornou impossível a defesa da vítima e que ainda, participou da destruição do cadáver, incursos nas penas do artigo 121, §2º, incisos II, III, IV e artigo 211, ambos do código penal. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.