Paraíso do Tocantins

Jovem pega 25 anos de prisão por executar membro de facção que era desobediente

Os dois haviam se conhecido na prisão e integravam a mesma facção.

Por Redação 805
Comentários (0)

22/10/2021 12h12 - Atualizado há 1 mês
Cidade de Barrolândia

O Júri Popular de Paraíso do Tocantins condenou o jovem de 26 anos de idade, Marcos Vinícius Azevedo da Silva, a mais de 25 anos de prisão por executar João Venâncio, às margens da BR-153, com três disparos de arma de fogo. O crime ocorreu próximo à cidade de Barrolândia, região central do Tocantins.

O julgamento foi realizado nesta quarta-feira (20/10), e consta no processo que os dois eram integrantes de facção e se conheceram na prisão. Em regime semiaberto, José Venâncio decidiu não cumprir as ordens da facção, razão pela qual foi executado por Marcos Vinícius. O crime aconteceu em 2018.

No que se refere às circunstâncias do crime, consta da decisão que estas “suplantam a inerência do delito, tendo em vista que a atitude do réu, além de tirar a vida de José Venâncio”, gerou temor a uma terceira pessoa que estivera no local do crime e, com medo de sofrer o mesmo fim que José Venâncio, evadiu-se do local.

A conduta reclama maior grau de reprovabilidade e por isso demanda maior censura que se tivesse praticado o crime com a presença apenas da vítima no local do crime”, afirma a magistrada.

Marcos Vinícius, que já estava preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas aguardando julgamento, e já reincidente em outros crimes, foi condenado a uma pena de 25 anos, seis meses e sete dias de reclusão que deverá ser cumprida, inicialmente, em regime fechado. A decisão é assinada pela juíza titular da Comarca, Renata do Nascimento e Silva.

VEJA MAIS 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.