Tocantins

Marido que matou a esposa com quatro tiros na frente do filho vai a júri popular em Gurupi

Autor não aceitava o pedido de separação da vítima.

Por Redação 1.119
Comentários (0)

28/10/2022 16h05 - Atualizado há 1 ano
Valdir da Silva matou a esposa a tiros alegando suposta traição

Acusado de matar a esposa em agosto de 2021, Valdir da Silva Santos vai a júri popular em Gurupi, sul do Tocantins, na segunda-feira (31). O caso teve grande repercussão na cidade porque o crime foi cometido na frente do filho do casal de 11 anos de idade. 

No julgamento, o MPTO vai sustentar a tese de feminicídio, cometido contra a mulher por razões da condição do sexo; motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Conforme as investigações, Valdir disparou quatro tiros contra Marilene Rodrigues porque não aceitava o pedido de separação da vítima, supostamente para não ter que dividir os bens. O próprio filho do casal ligou para a polícia após ouvir tiros durante a discussão. Os tiros foram na cabeça, nas costas e no tórax.

Marilene chegou a ser socorrida com vida e foi levada aos hospital, mas não resistiu aos graves ferimentos. Ela tinha 45 anos.

Na época, a defesa de Valdir da Silva disse que ele confessou o crime aos policiais e assumiu seu errou. Disse ainda que ele agiu movido por uma forte emoção ao descobrir, de acordo com o advogado, uma traição da esposa e que essa teria sido a motivação do crime. 

Este é o 14º caso de feminicídio ou tentativa de feminicídio julgado nesta temporada de Tribunal do Júri na comarca de Gurupi. Todos com condenação dos acusados.

VEJA MAIS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.