Polícia Civil

Mulher é indiciada por divulgar fotos íntimas e cenas de sexo explícito da própria nora

Armazenar fotos de menores de idade em cenas pornográficas é crime.

Por Redação 1.934
Comentários (0)

27/06/2022 16h21 - Atualizado há 1 mês
Cidade de Pindorama

Uma mulher de 47 anos foi indiciada pela Polícia Civil por armazenar fotos e cenas de sexo explícito envolvendo uma adolescente, na cidade de Pindorama, região do Jalapão.

De acordo com o delegado Roberto Assis, chamou a atenção o fato de como a polícia conseguiu chegar até a mulher e apreender o dispositivo eletrônico onde estava armazenado e sendo disseminado o conteúdo pornográfico. “Após um mês de investigações, conseguimos elucidar os fatos durante um velório que ocorria em Pindorama”, disse.

Conforme o delegado, a mulher teria recebido as imagens do próprio filho, que mantinha um relacionamento amoroso com a vítima. As fotos expunham a adolescente em situação que caracteriza crime de violação à imagem e à dignidade sexual.

As investigações contaram com apoio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Palmas (DPCA), uma vez que o filho da mulher já estava sendo investigado pela prática de crimes contra a dignidade sexual.

Após o indiciamento da mulher, o inquérito policial foi finalizado e remetido à Justiça e ao Ministério Público para a adoção das providências necessárias. “Trata-se de um crime grave que estava sendo supostamente cometido contra a honra e a dignidade sexual de uma adolescente. Portanto, a pronta intervenção da Polícia Civil fez com que a disseminação do conteúdo pornográfico fosse cessada”, disse o delegado.

A autoridade policial ainda disse que a mulher pode pegar até quatro anos de prisão e fez um alerta a toda a população: “Armazenar fotos de menores de idade em cenas pornográficas é crime”. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.