CPP de Palmas

OAB pede sindicância e afastamento de técnico suspeito de agredir advogada

Por Redação AF
Comentários (0)

14/06/2018 18h55 - Atualizado há 1 semana
A Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB-TO) protocolou nesta quinta-feira (14) na Secretaria de Cidadania e Justiça um pedido de instauração de sindicância com afastamento preventivo das funções do técnico em defesa social Wesley Santos Pires. O pedido é endereçado ao secretário estadual da pasta, Heber Fidelis. O servidor é suspeito de agredir a advogada Mychelyne Line Siqueira Domingos na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) enquanto ela atendia clientes. "Ocorre que, não obstante a isso, o comportamento do servidor desenrolou-se de maneira desrespeitosa, violenta e ameaçadora, pois, após violar a prerrogativa da advogada, o técnico em defesa social desferiu palavras de baixo calão para a profissional, segurou a arma que portava em atitude ameaçadora e – inacreditavelmente – despejou café no colo e no rosto da advogada", cita o ofício encaminhado ao secretário Fidelis. Para o procurador-geral de Defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Jander Araújo, a conduta do servidor é gravíssima e causa riscos aos profissionais que diariamente precisam ir à CPP atender seus clientes. "Desta forma, não resta outra alternativa que não seja requerer a adoção das medidas cabíveis na legislação pertinente, com o regular processamento de procedimento administrativo disciplinar, via instauração de Sindicância, com o devido e necessário afastamento preventivo do servidor", frisa ofício. O documento é assinado também pelo presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi, e pelas duas advogadas da Procuradoria de Prerrogativas, Alessandra Soares Cezar e Larissa Duzzioni. Jander Araújo ressaltou que o episódio, embora gravíssimo, é isolado e a grande maioria dos funcionários que cuidam dos presídios não possuem esse tipo de comportamento. "Sabemos que essa não é uma postura institucional e nem muito menos da categoria. No entanto, até para proteção de todos, o responsável pelo fato tem que ser exemplarmente punido individualmente", destacou. Detalhado O ofício detalha vários artigos de legislação estadual que ampara o pedido da OAB-TO, inclusive com o afastamento do servidor. A lei citada é a 1.818/2007, que rege a conduta do servidor público no Tocantins.  "A advocacia não aceita ser desrespeitada", ressaltou Jander Araújo. Clique aqui e leia o requerimento da OAB-TO na íntegra. VEJA MAIS... http://afnoticias.com.br/advogada-e-agredida-e-xingada-dentro-da-cpp-de-palmas-por-servidor-nunca-me-senti-tao-humilhada/
ASSUNTOS palmas oab advogada cppp

Comentários (0)

Mais Notícias

Lagoa da Confusão

Morador de rua é suspeito de matar colega quatro dias depois de sair da prisão

Conforme a Polícia Civil, Lucilo Soares demonstrou total frieza ao narrar os fatos.

Região norte

Polícia Civil prende principal suspeito de matar idoso a facadas em Xambioá

O idoso foi morto no dia 21 de julho e o suspeito tinha fugido para a cidade de São Geraldo do Araguaia, no Pará.

Acidente fatal

Mulher morre em colisão entre motocicleta e carro no centro de Araguaína

O acidente ocorreu na esquina da Avenida Castelo Branco com a rua Rui Barbosa. A mulher morreu na hora.

Em Araguaína

Em vídeo, mulher desmente boato que viralizou nas redes sociais em Araguaína

Um áudio afirmava que a mulher simulava pedir esmola para dois homens armados assaltar os moradores.

Crime bárbaro

Acusado de matar homem e comer fígado assado é condenado a 12 anos em Palmas

O crime ocorreu em agosto de 2011, na Colônia de Pescadores do Setor Taquari, nas proximidades do Lago de Palmas.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.