Caso Danillo Sandes

Para defesa, acusação contra farmacêutico é 'prematura e sem nada de concreto'

Por Redação AF
Comentários (0)

09/11/2017 19h22 - Atualizado há 1 semana
Márcia Costa // AF Notícias Apesar da Polícia Civil ter concluído o inquérito de investigação sobre a morte do advogado Danillo Sandes e ter indiciado os suspeitos por homicídio triplamente qualificado, o advogado de defesa do farmacêutico Robson Barbosa da Costa afirma que a acusação é prematura. Wendel Oliveira acredita que não há nada de concreto sem antes passar pelo crivo do judiciário. “Há de se aguardar a instrução criminal para na sequência aferir se é admissível ou não a acusação. Por enquanto a defesa continua a dizer que há linhas outras de investigação que não foi explorada que poderá comprometer a verdade”, diz o advogado. As investigações desde o início apontam Robson Barbosa como o mandante da morte do advogado Danillo Sandes, que se recusou a participar de uma fraude que envolvia um inventário de uma herança de R$ 7 milhões que o acusado disputava com os irmãos. O farmacêutico teria contratado os policiais militares, Marcelo Alves Paiva, João Oliveira dos Santos e Wanderson Silva de Sousa para executar Danillo. Os PMs também foram indiciados pela Polícia Civil. Conforme a polícia,  mesmo com a conclusão do inquérito,  outras pessoas podem estar envolvidas no crime. VEJA MAIS... http://afnoticias.com.br/policia-civil-conclui-inquerito-e-indicia-farmaceutico-e-policiais-pela-morte-do-advogado-danillo-sandes/

Comentários (0)

Mais Notícias

Região norte

Polícia Civil prende principal suspeito de matar idoso a facadas em Xambioá

O idoso foi morto no dia 21 de julho e o suspeito tinha fugido para a cidade de São Geraldo do Araguaia, no Pará.

Acidente fatal

Mulher morre em colisão entre motocicleta e carro no centro de Araguaína

O acidente ocorreu na esquina da Avenida Castelo Branco com a rua Rui Barbosa. A mulher morreu na hora.

Em Araguaína

Em vídeo, mulher desmente boato que viralizou nas redes sociais em Araguaína

Um áudio afirmava que a mulher simulava pedir esmola para dois homens armados assaltar os moradores.

Crime bárbaro

Acusado de matar homem e comer fígado assado é condenado a 12 anos em Palmas

O crime ocorreu em agosto de 2011, na Colônia de Pescadores do Setor Taquari, nas proximidades do Lago de Palmas.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.