Mistério

Perícia descarta homicídio no caso do caminhoneiro que sumiu durante travessia de balsa

Corpo foi achado boiando distante cerca de 30 km do local do desaparecimento.

Por Redação 5.850
Comentários (0)

25/04/2020 09h43 - Atualizado há 3 meses
Paulo Sérgio

Exames periciais realizados pelo Instituto Médico Legal (IML) descartaram que o caminhoneiro de Araguaína Paulo Sérgio Alves Cremasco, de 39 anos, foi morto a tiros durante a travessia de balsa no rio Araguaia. A verdadeira causa da morte foi afogamento. 

A hipótese de homicídio foi levantada após o corpo dele ter sido encontrado com várias perfurações nesta sexta-feira (24), dois dias após o seu desaparecimento. No entanto, o AF Notícias apurou que as marcas eram superficiais e foram provocadas por peixes.

Apesar da hipótese de assassinato ter sido descartada, permanece um mistério as circustâncias nas quais o caminhoneiro caiu na água.

Entenda

O caminhoneiro Paulo Sérgio desapareceu misteriosamente na quarta-feira (22) durante a travessia de balsa no Rio Araguaia, entre Araguanã (TO) e Bela Vista (PA). 

Segundo o Corpo de Bombeiros de Araguaína, o motorista embarcou o caminhão durante a madrugada, por volta das 5h, e a tripulação só sentiu falta dele após o fim da travessia, já no lado paraense.

Após intensas buscas, o corpo do caminhoneiro foi encontrado nesta sexta-feira boiando distante cerca de 30 km do local do desaparecimento e 3 km abaixo da cidade de Xambioá (TO).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.