Operação

Polícia identifica cerca de 20 assaltantes que atacavam entregadores em Araguaína

Roubos contra entregadores aumentaram durante a pandemia.

Por Redação 1.105
Comentários (0)

13/10/2021 08h10 - Atualizado há 1 semana
Sete homens foram presos durante a operação

A Polícia Civil indiciou cerca de 20 suspeitos de praticar assaltos em Araguaína, prendeu sete deles e ainda recuperou várias motocicletas roubadas.

Esse é o saldo da operação 'Drive Thru', deflagrada pela Delegacia de Repressão a Roubos (DRR) e que ao longo de um ano teve por objetivo apurar uma série de roubos à mão armada praticados contra motoboys em setores diversos de Araguaína.

A operação foi iniciada ainda no ano de 2020, quando as equipes policiais montaram uma força-tarefa no sentido de apurar os diversos crimes que estavam sendo praticados contra entregadores de aplicativo, sobretudo, no período da pandemia da Covid-19.

“No decorrer das investigações, percebemos que, especialmente no período pandêmico, houve um considerável aumento no número de roubos à mão armada e com uso de extrema violência contra motoboys de Araguaína, uma vez que a demanda pelo serviço de entregas teve uma alta muito grande em virtude da pandemia do novo-coronavírus”, explica o delegado Felipe Crivellaro.

Com o aprofundamento das investigações, os policiais da DRR identificaram vários homens suspeitos de atacar os entregadores, e o delegado requereu autorização para prender 10 dos suspeitos.  

Por meio das investigações de campo e com auxílio de imagens que mostravam os ataques, foi possível identificar os suspeitos, e, desse modo, efetuamos as prisões de sete suspeitos mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva”, diz o delegado.

Motocicletas e êxito

Ao longo das muitas etapas da operação 'Drive Thru', além das prisões efetuadas, os agentes também recuperaram várias motocicletas que haviam sido subtraídas dos entregadores.

Os sete homens presos estão na Unidade Penal de Araguaína à disposição da Justiça. Três deles são considerados foragidos. Os outros dez suspeitos também foram indiciados e responderão pelo crime de roubo circunstanciado com emprego de arma de fogo.

De acordo com o delegado Felipe Crivellaro, a operação foi considerada bastante exitosa, uma vez que dezenas de suspeitos de praticar os roubos foram identificados e muitos deles estão presos.

“Com o encerramento das investigações, a Polícia Civil do Tocantins dá uma resposta satisfatória à toda a sociedade araguainense, uma vez que a incidência dos crimes praticados contra os entregadores havia alcançado um patamar elevado e, assim, pudemos identificar, indiciar e prender esses autores que tanto prejudicaram os motoboys, que são profissionais essenciais e ajudam a contribuir para o bem-estar de toda a população”, ressalta.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.