R$ 500 mil

Polícia identifica quadrilha que roubava cargas de cigarro no Tocantins, Pará e Maranhão

Durante os roubos, os motoristas eram levados para a zona rural.

Por Redação 934
Comentários (0)

07/10/2021 14h42 - Atualizado há 1 mês
Carga de cigarros roubada em Araguaína em junho de 2020

A Polícia Civil concluiu nesta quarta-feira (06) uma investigação sobre roubos de cargas de cigarros e identificou os integrantes de uma quadrilha especializada que atuava no Maranhão, Pará e Tocantins. Dois suspeitos foram presos.

O inquérito foi conduzido pela Delegacia de Repressão à Roubos (DRR) de Araguaína, sob a coordenação do delegado Breno Eduardo Campos Alves.

As investigações começaram no início do ano de 2020, quando os membros da quadrilha, que já atuava nos estados do Pará e Maranhão, também passaram a agir no Tocantins, praticando crimes na cidade de Araguaína. O valor dos roubos ultrapassa mais de meio milhão de reais.

Modus Operandi

Segundo o delegado Breno Eduardo, as investigações da DRR apontaram que os criminosos abordavam os motoristas e entregadores da empresa de cigarros e os levavam para a zona rural. Por lá, eles transferiam a carga para outros veículos e libertavam as vítimas em seguida.

Prisões

Durante as investigações, um homem de iniciais D.G.F.D.S, de 29 anos, foi preso em Araguaína. Outro suspeito, de iniciais M.F.D.C, de 32 anos, foi capturado na cidade de São Geraldo do Araguaia (PA).

As prisões preventivas dos investigados foram cumpridas nesta quarta-feira (06), sendo que eles seguem recolhidos na unidade penitenciária de Marabá e de Redenção, ambas no Pará, por diversos crimes de roubo cometidos no Pará e no Tocantins.

Do ponto de vista monetário, as ações criminosas se constituem nos crimes de maior vulto, ocorridos em Araguaína no ano passado, ou seja, os maiores roubos em valores, motivo pelo qual a identificação dos criminosos e a responsabilização destes é ato de extrema importância para trazer mais segurança pública na cidade”, pontuou o delegado Breno Alves.

As ações de investigações contribuíram de forma efetiva para a identificação de outros integrantes da quadrilha, os quais foram presos em ações pontuais nos Estados do Pará e do Maranhão.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.